Após temporal, túnel é parcialmente reaberto na zona sul de SP

Do UOL Notícias
Em São Paulo

Atualizada às 16h41

O túnel Tribunal de Justiça, na zona sul da capital, que estava interditado desde a madrugada de ontem devido às fortes chuvas que atingiram a cidade, foi liberado no sentido marginal às 15h15 desta sexta-feira (22), de acordo com informações da CET (Centro de Engenharia de Tráfego). O sentido Ibirapuera continua interditado para limpeza.

Segundo informou a assessoria de imprensa da prefeitura de São Paulo, o grande volume de chuvas que caiu durante toda a madrugada de ontem foi o responsável pelo problema elétrico que "afogou" as duas bombas que servem para retirar a água do túnel.

Ainda de acordo com a assessoria, uma terceira bomba, que funciona com gerador próprio, deveria ativar-se automaticamente após três minutos sem energia. Porém, a quantidade de água que entrou durante este período impossibilitou a ativação, causando o alagamento do túnel.

Durante todo o dia, sete caminhões com bombas trabalham para escoar a água e iniciar os trabalhos de reparação das bombas. Ainda não há previsão de reabertura da outra pista.

O motorista que trafega pela capital paulista encontra diversos pontos de congestionamento em todas as regiões da cidade. Por volta das 16h30, a CET registrava 121 km de lentidão (14,5% das vias monitoradas)-- índice muito acima da média para o horário, que é de 8,8%.



Tráfego lento
A marginal Tietê, sentido Ayrton Senna, é a via mais congestionada da capital segundo as últimas informações da CET. O trecho entre a rua Azurita e a ponte do Piqueri é o mais crítico, com 9,3 km de lentidão.

A marginal Tietê no sentido Castelo Branco também apresenta tráfego lento. No trecho entre a ponte do Limão e a ponte dos Remédios são registrados 8,8 km de congestionamento. Já a pista local, da ponte da Vila Guilherme até a ponte da Casa Verde, são 4,2 km de congestionamento.

Já a marginal Pinheiros, sentido Interlagos, apresenta tráfego lento (6,5 km de congestionamento) da ponte do Jaguaré até a ponte Cidade Jardim.

Outro ponto crítico, segundo a CET, é a avenida dos Bandeirantes, sentido Marginal, do viaduto Aliomar Baleeiro até o viaduto Santo Amaro (5,1 km).

Mais chuvas
Segundo informações do CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências), há previsão de chuva forte entre a tarde desta sexta-feira e a madrugada de sábado. Ainda de acordo com o CGE, a tendência para os próximos dias é de tempo instável.

Esperam-se dias abafados com sol entre nuvens e chuvas na forma de pancadas que devem se concentrar entre o final da tarde e noite. Alerta-se para o elevado risco de deslizamentos de terra, formação de alagamentos intransitáveis e transbordamentos de rios e córregos, que se encontram com níveis elevados.

Pelo menos nove pessoas morreram em deslizamentos provocados pela forte chuva que caiu durante toda a madrugada de ontem na Grande São Paulo.

Segundo dados do CGE, desde o início de janeiro, a cidade de São Paulo registrou 316,9 mm de chuva, número que excede em 33% a média prevista para o mês, que é de 239 mm. E a marca deve ser ultrapassada, já que a previsão para os próximos dias é de mais chuva.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos