Avião de pequeno porte cai no interior do Pará e mata dois; oito sobrevivem

Do UOL Notícias* Em São Paulo

Atualizada às 04h05

Oito pessoas foram resgatadas com vida de um acidente aéreo que aconteceu nesta segunda-feira (25) em uma região de mata fechada próxima à cidade de Senador José Porfírio, no Pará. Os sobreviventes foram levados para o Hospital Regional de Altamira por volta das 19h20, segundo informações do próprio hospital e do Corpo de Bombeiros.

Acidente no Líbano

As equipes de resgate que procuram sobreviventes do avião etíope que caiu nesta madrugada em frente ao litoral do Líbano encontraram pelo menos 34 corpos, segundo fontes oficiais.



Em entrevista por telefone ao UOL Notícias, o coronel Almir Gouvêa, comandante do 9º Grupamento de Bombeiro Militar de Altamira (PA), que fica a 200 km do local onde o avião caiu, confirmou que dez pessoas estavam a bordo do avião no momento da queda: piloto, copiloto e oito passageiros. Desses, dois morreram: o piloto, identificado apenas como Navarro, e um empresário identificado como Luís Rebelo, um dos donos do grupo Reicon, empresa de distribuição de combustível, estaleiros e transporte fluvial de Belém.

Os corpos devem ser retirados do local apenas na manhã desta terça-feira devido ao difícil acesso à região, segundo informações de Gouvêa.

O avião bimotor que transportava o grupo partiu de Belém às 12h58 (horário local) com destino à fazenda Wilma Rebelo, próximo do local onde a aeronave caiu. Um avião do 8º Grupamento de Aviação de Manaus se dirigiu ao local. As causas do acidente devem ser investigadas.

Segundo a Força Aérea Brasileira (FAB), a aeronave, modelo Bandeirante, pertence a empresa Piquiatuba Táxi Aéreo e tem matrícula PT-TAF.

Informações de parentes do empresário morto no acidente indicam que houve problemas na hora do pouso e que a aeronave acabou caindo na mata. Os familiares disseram que outras duas pessoas ficaram gravemente feridas na queda do avião. "Não houve explosão, o avião se chocou com o solo", disse o coronel Gouvêa, do Corpo de Bombeiros.

Investigação
Procurada pela Folha, a Piquiatuba Taxi Aéreo, empresa responsável pelo voo, informou que o avião não chegou ao seu destino. Apesar de afirmar não ter informação nenhuma acerca do que aconteceu, a empresa disse que "acredita" ter sido necessário fazer um pouso forçado em algum local remoto. Desde a decolagem, os pilotos não a contataram mais.

Uma equipe do Seripa (Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) já se deslocou de Belém para investigar as causas do acidente.

*Com informações da FolhaOnline

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos