Moradores ainda reclamam de falta de água em SP após finalização do conserto de adutora

Raquel Maldonado
Do UOL Notícias
Em São Paulo

  • Lalo de Almeida/Folha Imagem - 09.02.2010

    Moradores de Paraisópolis retiram água para consumo em uma bica localizada dentro de um bueiro na rua Viriato Correia. O desabastecimento ocorreu devido ao rompimento de uma adutora

Mesmo com a finalização ontem dos trabalhos de conserto da adutora que rompeu no último domingo (7) na zona sul de São Paulo, alguns moradores dos bairros afetados pela falta de água ainda reclamam do desabastecimento. Ontem (9), a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) informou que mesmo com a conclusão do conserto, o fornecimento de água deveria voltar de forma gradual.

Um dos pontos onde aparentemente o abastecimento não foi retomado totalmente é a cidade de Taboão da Serra. Segundo o empresário Allan Rangel, morador do bairro Jardim Maria Rosa, a água ainda não voltou e o pouco que tinha na caixa d’água já acabou. “Não posso sequer mandar meus filhos para escola, pois não irão sem banho, claro”, desabafa.

Ele também relata que encontrar galões de 20 litros de água não é tarefa fácil e que alguns já aproveitam para levar vantagem da situação. “No comércio local não é fácil achar água para vender e o pior é que tem gente com coragem de cobrar até R$ 40 por cada um.” Rangel aproveita para denunciar que estão sendo cobrados até R$ 4 para que os moradores recorram a uma bica de água localizada no bairro Parque Pinheiros.

O empresário ainda disse que só conseguiu falar com a Sabesp, após mais de uma hora de espera. A empresa informou que o reabastecimento já foi normalizado parcialmente e que a água deve retornar ao restante das residências ao longo do dia de hoje. “Não entendo o que quer dizer parcial. Eu moro em Taboão da Serra, minha empresa fica aqui, tenho diversos parentes na cidade e até agora não conheço ninguém que diga que o fornecimento tenha sido restabelecido”, complementa.

Já Célia Almeida Pereira, auxiliar de secretaria de uma escola de educação infantil no bairro de Paraisópolis, zona sul de São Paulo, afirma que o abastecimento está normalizado tanto no colégio quanto em sua casa. Ontem, as aulas foram suspensas devido à falta de água.

O fornecimento também foi restabelecido na casa de Mariza Soares, moradora do bairro do Morumbi. “Moro perto do palácio do governo, e na minha rua a água voltou por volta das 22h30 de ontem”, afirma.

Na Vila Sônia, bairro que também ficou sem água desde a manhã de domingo, a situação em algumas residências também está normal. A moradora Adriana Colonese confirma que a água voltou e que o filho, que ontem não teve aula devido ao desabastecimento, hoje já voltou à escola.

Cerca de 750 mil moradores das regiões sul e oeste da capital, além das cidades de Embu e Taboão da Serra, na Grande São Paulo, chegaram a ficar sem água por mais de 48 horas. O rompimento da adutora ocorreu no último domingo (7).

 

Seu bairro está sem água?

Outro lado
A Sabesp ainda não se manifestou hoje. Procurada pelo UOL Notícias, a assessoria de imprensa da empresa não atendeu aos telefonemas da reportagem. Ao ligar no 195, a atendente informou que o fornecimento deve estar totalmente normalizado até o final do dia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos