Acusado de matar ciclista em Brasília, motorista diz a juiz que não percebeu atropelamento

Roberta Lopes
Da Agência Brasil
Em Brasília

O contador Leonardo Luiz da Costa, acusado de atropelar e matar o ciclista Pedro Davison em 2006, afirmou hoje (11), ao depor durante o julgamento, que na noite do acidente não percebeu que atingiu o jovem. Ele disse que só ficou sabendo do atropelamento quando foi parado por um policial em uma blitz.

O réu contou que acabou atingindo o ciclista depois que, para não ser fechado por outro veículo, jogou o carro para a faixa central do Eixo Rodoviário Sul, umas das principais vias de Brasília. Essa faixa é de uso exclusivo de pedestres e ciclistas.

Costa está sendo julgado por homicídio doloso, por ter apresentado indícios de irresponsabilidade na condução do veículo, como habilitação vencida, assumindo os riscos de cometer um assassinato.

A defesa do motorista, no entanto, acredita que há elementos que comprovam a caracterização de homicídio culposo, quando não há intenção de matar.

O julgamento no Tribunal de Justiça do Distrito Federal foi suspenso por volta das 13h para o almoço e será retomado às 14h.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos