Ibama multa em R$ 1,6 milhão vendedores de produtos confeccionados com partes de animais

Da Agência Brasil
Em Brasília

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) aplicou ontem (10), durante a Operação nacional Moda Triste, R$ 1,6 milhão em multas nos estabelecimentos que comercializavam produtos confeccionados com partes de animais. Cerca de 5.250 mercadorias foram apreendidas na operação em todo o país.

Segundo a chefe de Divisão de Fiscalização de Fauna do Ibama, Raquel Sabaini, a operação tem dois objetivos: o de inibir o comércio de mercadorias produzidas com partes de animais e o de conscientizar a população para que não use e não compre esses produtos. “As pessoas, às vezes, compram e não entendem que para usar esses produtos, os animais têm que morrer”, afirmou Raquel.

Ela disse também que objetos de artesanato confeccionados com penas de aves ou esqueletos de animais marinhos, a exemplo de estrela-do-mar e cavalo-marinho, são subprodutos do tráfico de animais, que é crime.

O Ibama ressaltou que desta vez, diferentemente de 2007, quando a operação foi realizada pela primeira vez, os lojistas estão mais conscientes da importância de não comercializar esses produtos. Em 2007, o valor das multas foi de R$ 3 milhões.

De acordo com o Ibama, o número de multas aplicadas e de apreensões ainda pode subir, porque alguns estados continuam a fiscalização até o fim da semana.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos