Navio que naufragou no litoral do RJ tem estudantes de cinco nacionalidades a bordo

Do UOL Notícias*

Em São Paulo

  • Reprodução / www.classafloat.com

    Navio-escola levava estudantes para curso em alto-mar; embarcação chegaria no dia 23 de fevereiro a Montevidéu, no Uruguai

O navio-escola canadense Concordia, que naufragou na tarde de ontem (18) a cerca de 300 milhas náuticas (aproximadamente 550 km) do litoral do Rio de Janeiro, tem estudantes de cinco nacionalidades a bordo: Canadá, Alemanha, Estados Unidos, Japão e Reino Unido, de acordo com informações da embaixada brasileira no Canadá.  Todos os 64 ocupantes foram resgatados com vida. O veleiro, que pertence ao "West Island College Internacional", estava realizando a travessia de Recife (PE) para Montevidéu, no Uruguai.

O Comando do Primeiro Distrito Naval, do Rio de Janeiro, não informou o local exato do naufrágio. Porém, foi confirmada a informação de que as vítimas estão em um navio mercante em alto mar e que deverão chegar ao Rio de Janeiro amanhã (20).

Segundo a assessoria da embaixada brasileira no Canadá, localizada na cidade de Ottawa, em Ontario, 47 dos 64 ocupantes do barco são estudantes estrangeiros. A princípio, havia sido divulgado que todos eram canadenses, mas, de acordo com a embaixada, eles são de diversos países. Segundo as informações, entre os estudantes resgatados estão universitários, alunos do ensino médio e integrantes da tripulação.

Curso em veleiro que naufragou custa até R$ 85 mil

O veleiro canadense Concordia, que naufragou na tarde de quinta-feira (18) na costa do Rio com 64 pessoas a bordo, fazia parte de um programa educacional direcionado a alunos do ensino médio. O programa pode ser semestral ou anual e custa entre US$ 32 mil e US$ 47 mil

Em nota divulgada, a instituição de ensino canadense afirma que está em constante contato com as forças de emergência brasileiras. A nota ainda diz que os familiares das vítimas do naufrágio contarão com toda a assistência necessária para garantir que os ocupantes do veleiro sejam adequadamente atendidos e repatriados com segurança o antes possível.

O ministro canadense das Relações Exteriores, Lawrence Cannon, agradeceu a ajuda brasileira no resgate dos estudantes estrangeiros. "Agradeço as autoridades brasileiras que realizaram essa operação de resgate e agiram rapidamente para prestar assistência ao veleiro e a seus passageiros", disse, por meio de nota. "A tripulação e todos os passageiros se encontram sãos e salvos. É uma boa notícia", completou.

O ministério de Relações Exteriores do Canadá informou à reportagem do UOL Notícias que os oficiais consulares do país no Brasil estão prontos para receber os cidadãos canadenses e dar-lhes toda a assistência necessária. O governo canadense afirmou ainda, assim como a escola responsável pelos alunos, que não pode disponibilizar mais informações sobre os estudantes que estavam a bordo devido ao Ato de Privacidade que rege o país em questões como estas.

Vídeo mostra veleiro que afundou no Brasil


A Fragata Constituição da Marinha Brasileira, que leva uma aeronave a bordo, chegou ao ponto do naufrágio no início da tarde de hoje. Navios mercantes que navegam naquela área marítima também participam da operação.

Segundo um dos tripulantes resgatado, durante a travessia, a embarcação enfrentou fortes ventos antes de naufragar.

A Marinha informa que por volta das 17h de ontem (18) solicitou à FAB (Força Aérea Brasileira) que uma aeronave investigasse a emissão de um sinal de emergência acionado pelo navio. Por volta das 20h, a aeronave localizou uma balsa salva-vidas com pessoas nas proximidades do local onde foi detectada aquela emissão.

De acordo com o itinerário publicado no site da escola canadense, o veleiro partiu de Lunenburg, no Canadá, no dia 7 de setembro de 2009. Segundo as informações, o navio-escola parou em Portugal, Irlanda, França, Malta, Turquia, Tunísia, Marrocos e Senegal, antes de chegar ao Recife, no dia 20 de janeiro de 2010.

A data prevista para o início do segundo semestre letivo era o dia 6 de fevereiro, quando o veleiro saiu do Recife em direção à cidade de Montevidéu, no Uruguai. A previsão é de que a chegada à capital uruguaia fosse no dia 23 de fevereiro.

A instituição
Fundada em 1984, a West Island College Internacional oferece aos jovens de todo o mundo a oportunidade de cursarem parte do ensino médio e da universidade a bordo de um veleiro.
O Concordia, construído em 1992, é um navio de 57,5 metros, capaz de transportar até 66 pessoas. Com um mastro de 35 metros, a embarcação possui 15 velas.

O site da instituição informa que os estudantes a bordo são assistidos por uma equipe de 10 profissionais, incluindo o capitão William J. Curry. Segundo a escola, a tripulação tem em média 200.000 milhas náuticas de experiência em navio à vela.

 

Veleiro com mais de 60 pessoas a bordo naufraga a 550 km do Rio do Janeiro

  • Reprodução / www.classafloat.com

    Imagem do site da escola canadense West Island College International mostra trecho da rota do veleiro que naufragou a cerca de 550 km do litoral do Rio de Janeiro

*Com informações da Agência Brasil e das agências internacionais

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos