Paraná registra quase 300 mortes por gripe suína em 10 meses

Lúcia Nórcio

Da Agência Brasil
Em Curitiba

A Secretaria de Saúde do Paraná alerta a população sobre a necessidade de se manter medidas preventivas de higiene, que além de prevenir a influenza A (H1N1) – gripe suína, evita diversos tipos de doenças. O último boletim epidemiológico sobre a doença confirma 294 mortes ocorridas devido a complicações da doença desde o início da epidemia, em abril de 2009. Só este ano foram registrados cinco mortes. Do total, 55% eram mulheres e 45%, homens.

De acordo com o boletim, foram confirmados até agora, no Paraná, 63.893 casos. O número de casos negativos para o vírus foi de 23.148.

Curitiba e região mantêm a liderança nas confirmações de Influenza H1N1 com 15.577 registros da doença, seguidas de Londrina (9.689), Maringá (7.848), Cascavel (4.575), Cornélio Procópio (3.699), Pato Branco (3.553) e Francisco Beltrão (3.457).

O boletim epidemiológico número 84 traz também o total de gestantes que contraíram influenza A (H1N1) – gripe suína: um total de 1.844. Elas pertencem ao grupo de risco que terá prioridade na vacinação que começa em março.

O Paraná deve receber do Ministério da Saúde 3,5 milhões de doses. As vacinas devem chegar ao estado no dia 22 de fevereiro, quando começará a distribuição das doses.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos