Horário de verão terminou à 0h deste domingo; economia de energia foi de 0,5%

Terminou à 0h deste domingo (21) o horário de verão nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, além do Distrito Federal. Nesses locais, os relógios devem ser atrasados em uma hora.

Segundo estimativas do Ministério de Minas e Energia, a 36ª edição do horário de verão no Brasil foi responsável por uma redução de 0,5% no consumo total de energia. Já a previsão de redução da demanda durante o período de maior consumo -das 18h às 22h- deve ficar em 4,4% nas regiões Sudeste e Centro-Oeste. No Sul, a redução deve ficar em 4,5%.

Essas estimativas indicam que mesmo com a sequência de dias com recordes de consumo de energia registrados no mês de fevereiro, o índice médio de redução no consumo deve ser alcançado. De acordo com o governo, nos últimos dez anos o horário de verão possibilitou uma economia média de 4,7% na demanda de energia no horário de maior consumo, chamado horário de pico.

Ildo Sauer, ex-diretor de Gás e Energia da Petrobras e um dos diretores do Instituto de Eletrotécnica e Energia da Universidade de São Paulo (USP), acredita que a média de redução deva ser alcançada devido à transferência do horário de pico. Para ele, o horário de verão seguiu sendo eficiente, pois o consumidor continuou poupando energia no final da tarde, com um maior aproveitamento da luz do sol, como ocorre em todos os anos.

Porém, o forte calor --cerca de 3ºC acima da média-- fez com que mais ventiladores e ar condicionados fossem ligados durante o meio da tarde. “Antes realmente o horário de pico era entre as 18h e as 22h, mas o que percebemos este ano é que o recorde no consumo ocorreu entre as 15h e as 16h”.

Sauer ainda afirma que o aumento no consumo de energia elétrica não foi uma surpresa para o governo.“Esses recordes no consumo já eram esperados para 2009, mas acabaram acontecendo este ano. O crescimento da população e da economia brasileira não são novidades e isso quer dizer que o governo já sabia que o recorde no consumo seria inevitável”, disse.

Desde 2008, um decreto do presidente Luiz Inácio Lula da Silva estabelece datas fixas para o início e término do horário de verão. De acordo com a medida, o horário de verão começará, todos os anos, no terceiro domingo de outubro e terminará no terceiro domingo de fevereiro. Se a data coincidir com o domingo de Carnaval, o final do horário de verão é transferido para o próximo domingo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos