Lentidão em SP continua abaixo da média no começo de noite; são 51 km de congestionamentos

Do UOL Noticias
Em São Paulo

  • Luiz Guarnieri/Futura Press

    O pico da manhã chegou a 155 km de lentidão, às 9h30, segunda marca mais alta do ano. A radial Leste (foto) foi uma das vias mais complicadas para os motoristas nesta segunda-feira

    O pico da manhã chegou a 155 km de lentidão, às 9h30, segunda marca mais alta do ano. A radial Leste (foto) foi uma das vias mais complicadas para os motoristas nesta segunda-feira

Atualizada às 20h50

Apesar da chuva leve que ainda atinge algumas regiões da cidade, informações da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) indicam que o trânsito na cidade está abaixo da média história de lentidão para o horário no começo da noite desta segunda-feira (1).

Trânsito na Raposo

Um caminhão transportando hidróxido de cálcio – um tipo de cal – tombou e interditou duas faixas da pista no sentido Cotia da rodovia Raposo Tavares das 14h30 às 17h10. O acidente foi na altura do km 21. Apesar da liberação das pistas, a lentidão ainda é observada para os motoristas que deixam São Paulo e reflete na zona oeste paulistana

Às 20h50, o município tinha 42km de filas, o que representa 5,1% dos 835 km de vias monitoradas.

No restante do dia, as curvas dos gráficos desses índices mostram que o fluxo carregado para hoje esteve sempre acima das médias.

O pico de congestionamentos durante a manhã chegou a 155 km, às 9h30. O mesmo valor no horário só foi ultrapassado uma vez neste ano, no dia 25 de fevereiro, com 163 km. Em 2009, a maior marca foi no dia 27 maio, com 168 km. O recorde histórico de trânsito lento nesse horário ocorreu em 4 de novembro de 2004, com 191 km de vias congestionadas.

Na marginal Tietê, na altura da ponte da Casa Verde, um engavetamento de caminhões ainda gera transtornos. A colisão foi às 14h30, quando três das quatro faixas da pista expressa, sentido rodovia Ayrton Senna, foram interrompidas para que o helicóptero da Polícia Militar (PM) pousasse e levasse as duas vítimas do acidente. Às 17h10, a via foi totalmente liberada, porém, às 20h50, ainda havia 4,3 km de lentidão.

Pelas informações do Corpo de Bombeiros, não há registros de incidentes de destaque causados pela chuva leve que atinge a cidade hoje.

Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), órgão da Prefeitura que faz a divulgação das informações relacionadas ao mau tempo na capital, há três pontos de alagamento ativos, mas todos transitáveis: na rua do Bosque, na Barra Funda, na altura do número 1.444, na zona oeste, na av. Julio Buono, próximo ao número 1.600, no sentido centro/bairro e na rua Barra do Tibaji, altura do número 37, sendo este último endereço na região central.

Vale lembrar que tal levantamento leva em consideração apenas ocorrências observadas pelos agentes municipais de trânsito, que monitoram menos de 10% da malha viária.

Meteorologia
Ainda segundo o CGE, a noite desta segunda-feira segue com tempo instável e sensação de frio. Neste momento, o tempo está nublado e com chuviscos em pontos isolados. A temperatura está na casa dos 18ºC, mas por conta da alta umidade relativa do ar e dos ventos, a sensação térmica é de 14ºC. Para as próximas horas, não haverá mudanças significativas - e a temperatura mínima para a próxima madrugada, ficará em torno dos 16ºC. 

Nos próximos dias, a condição não muda muito. As chuvas ocorrem de maneira contínua com intensidade leve, por vezes moderada, mas não há previsão de chuvas fortes. Os ventos continuam soprando do mar, o que mantém as temperaturas mais baixas. As máximas não devem ultrapassar os 24,0ºC. As mínimas permanecem baixas para a época do ano, com sensação de frio nas madrugadas que oscilam em torno dos 16,0ºC.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos