Integrantes do PCC são mortos em Sergipe; quatro são presos

Paulo Rolemberg
Especial para o UOL Notícias

Em Aracaju

Uma operação realizada pelas policias Civil e Militar de Sergipe resultou na morte de dois integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC) nesta quarta-feira (24). Jaedson Barbosa da Silva, conhecido como “Irmão Xaropinho”, e Erivaldo de Oliveira Filho, o “Irmão Pet”, foram mortos durante troca de tiros com os policiais na cidade de Itabaiana (52 km de Aracaju). Outros quatro homens – também integrantes da facção criminosa com origem na capital paulista – foram presos em Aracaju.

A delegada do Departamento de Narcóticos da Polícia Civil de Sergipe, Aliete Melo, afirmou que os representantes sergipanos da facção eram os responsáveis por receber drogas e armas enviadas de São Paulo, além de cooptar pelo menos dois novos integrantes por mês no Estado.

Um dos homens presos foi José Domingos Alves Souza de Freitas, 26, conhecido como “Irmão Vida Louca”, apontado pelo polícia como representante geral do PCC em Sergipe. Também foram detidos José Adriano dos Santos Oliveira, 23, o “irmão Macaco”; Nailton Ferreira, 23 anos, vulgo “Irmão Cigano” e Marcos Martins dos Santos, 29, o “Irmão Jeguinho”.

Com os acusados foram apreendidos estatutos do PCC, três revólveres, várias munições intactas e deflagradas, celulares, carteiras porta-cédula, e mais de meio quilo de cocaína.

A delegada informou que investigações policiais desvendaram que os representantes do PCC em Sergipe planejavam a morte de um coronel da PM e de delegados. "Eles citaram textualmente o nome do coronel e a intenção de matar delegados e delegadas de Aracaju e de Itabaiana", afirmou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos