Criança sequestrada em AL é encontrada no RJ dois anos depois; sequestrador obrigava criança a pedir esmola

Carlos Madeiro
Especial para o UOL Notícias

Em Maceió

Depois de dois anos sem nenhum contato com o filho, o casal José Heleno Guedes da Silva e Eliane Santos da Silva ouviu novamente a voz de Serginho, 10, nesta quinta-feira (25). Por telefone, o menino contou parte do drama que viveu durante os dois últimos anos, após ser sequestrado na saída da escola, em União dos Palmares (a 80 km de Maceió).

Na última terça-feira (23), após passar três meses no abrigo “Minha Cidade, Meu Amor”, em Campos dos Goytacazes (RJ), os pais deles foram localizados pela Polícia Civil de Alagoas.
Serginho viveu de abril de 2008 até dezembro de 2009 longe da família, trabalhando e pedindo esmolas nas ruas da cidade do interior do Rio. Ele foi encontrado após a polícia prender em flagrante o suposto sequestrador, Luiz Henrique de Maciel. Ele tentava viajar com Serginho e uma outra criança, de sete anos. O trio estava na rodoviária de Campos dos Goytacazes, pronto para viajar, no fim do ano passado.

Segundo as assistentes sociais do abrigo, durante meses Serginho omitiu sua verdadeira origem. A criança estaria com medo de contar a verdade e sempre ressaltava que o sequestrador era seu verdadeiro pai. Depois de um trabalho psicológico desenvolvido pela instituição, ele revelou a verdade.

A criança teria dito aos funcionários do abrigo que morava em “uma cidade depois de Maceió, que não tem praia, mas tem um rio com pedras e uma ponte”. Ele lembrou também que a cidade tinha uma “praça com motoqueiros”.

A instituição entrou em contato com as autoridades alagoanas na última terça-feira (22), que divulgaram a foto a todos os veículos de comunicação do Estado. Em poucas horas, o delegado de União dos Palmares, Cícero Lima, recebeu a visita dos pais com a certidão de nascimento da criança.

O casal já está com malas prontas para embarcar para o Rio de Janeiro. O Estado garantiu que vai bancar as passagens áreas e estadia dos pais, que devem viajar a Campo dos Goytacazes na próxima segunda-feira (29). O garoto deve retornar a Alagoas na próxima quarta-feira (31).

O sequestro
Serginho foi sequestrado no dia 31 de março 2008, quando estava saindo da escola. O menino contou aos policiais do Rio que Maciel o chamou para entrar no carro para ir com ele até Maceió, onde iria levá-lo a um circo.

Em Campos dos Goytacazes, o sequestrador o teria orientado a chamá-lo de pai e nunca contar a história a outras pessoas. Além disso, ele era obrigado a trabalhar e pedir esmolas, sob ameaça de castigos físicos.

A mãe do garoto foi a primeira a perceber o desaparecimento da criança, minutos após o horário que ele costumava chegar em casa. “Procuramos de imediato o Conselho Tutelar e a delegacia de União dos Palmares. Nesse período recebemos várias informações de que ele estava em alguns lugares, mas tudo era falso. Mas tínhamos esperança de encontrá-lo”, contou o pai da criança.

A notícia de que o filho tinha sido encontrado foi dado por uma vizinha. “Quando ela nos disse que viu a foto dele num site, que ele estava bem, foi uma alegria muito grande. Estamos felizes em poder buscar nosso filho novamente e recomeçar a vida com ele”, relatou José Heleno.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos