Delegados de SP organizam caravana a delegacias para mobilizar policiais

Guilherme Balza

Do UOL Notícias
Em São Paulo

Trabalhadores ligados à Associação dos Delegados de SP (Adpesp) irão organizar nessa sexta-feira (26) uma caravana por distritos policiais (DPs) para incentivar outros profissionais a aderirem ao movimento reivindicatório, que exige a aprovação do plano de reestruturação da carreira, segundo informou a assessoria da Adpesp.

A caravana, que inicia a partir das 19h, horário que começa o plantão nos DPs, terá como objetivo também auxiliar os trabalhadores que estiverem enfrentando dificuldades para dar conta das tarefas em razão da operação padrão da categoria, iniciada na terça-feira (23), às 12h. Durante a operação, as delegacias oferecem apenas os serviços essenciais.

Segundo a Adpesp, a caravana terá outros dois objetivos: coibir a ação dos chefes que forçam seus subalternos a trabalhar normalmente e orientar nas delegacias a população prejudicada pela operação padrão. Ainda não há uma lista dos distritos que serão visitados, mas a associação já confirmou a passagem pelas delegacias da Penha, São Mateus (ambas na zona leste) e de Santo Amaro (zona sul), que estão entre os DPs com maior movimento.

A partir da semana que vem, os delegados utilizarão vans com material de divulgação da mobilização, com as quais pretendem percorrer distritos policiais do interior do Estado.

Reestruturação
A operação padrão dos delegados é uma forma de protesto contra a não implantação do plano de reestruturação da polícia, prometido pelo governador em 2008, segundo a associação. A proposta dos trabalhadores prevê a modernização da Polícia Civil, reduzindo as faixas de carreira de 14 para sete, e propõe a adoção de novos critérios de promoção, substituindo a meritocracia e o tempo de serviço por critérios “objetivos”, como os títulos adquiridos e a aptidão de cada delegado.

Com a proposta de reestruturação, os policiais exigem ainda o fim do que eles chamam de “uso político” dos processos de transferência de delegados e a redução da burocracia nas ações dentro dos distritos policiais. Segundo Marilda Pansonato Pinheiro, presidente da Adpesp, o governador prometeu implantar a reestruturação no final de 2008, fator que condicionou o encerramento da greve na Polícia Civil naquele ano. “Esperamos que o governo acene com a possibilidade de negociação. Estamos à disposição do governador. Ele quem determina os nossos passos”, afirma.

O projeto de reestruturação tem respaldo do secretário de Segurança Pública do Estado (SSP), Antonio Ferreira Pinto, e está orçado em R$ 16 milhões. “Não queremos chegar a uma paralisação total, mas isso não está descartado, já que o governador continua sendo intransigente”, diz Pinheiro. A associação afirma que, no primeiro dia de mobilização, todos os delegados aderiram à operação padrão.

A SSP diz que o projeto está em tramitação no Executivo, onde tem que ser aprovado em quatro secretarias: Gestão, Planejamento, Finanças e Casa Civil. Após a aprovação no Executivo, a proposta será votada na Assembleia Legislativa do Estado. Os delegados mobilizados pedem velocidade na aprovação da proposta.

Última greve
Em outubro de 2008, policiais civis entraram em confronto com a tropa de choque da Polícia Militar na praça Roberto Gomes Pedrosa, no Morumbi, zona sul da capital, quando estavam a caminho do Palácio dos Bandeirantes, sede do governo do Estado, e foram impedidos de prosseguir. Na época, a PM usou bombas de efeito moral e balas de borracha para reprimir o protesto. Os policiais civis responderam sacando armas de fogo.

A presidente da Adpesp, que estava na manifestação, espera que o episódio não se repita. “Aquilo foi lamentável. Ficou na memória de cada um de nós, e é uma coisa que não passa pela minha cabeça se repetir”, disse a delegada.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos