Grávida morre de gripe suína em Manaus e 17 pessoas aguardam resultado de exames

Amanda Mota
Da Agência Brasil
Em Manaus

A Secretaria de Saúde do Amazonas espera receber nos próximos dias o resultado dos exames feitos em 17 pessoas com suspeita de terem sido infectadas com o vírus influenza H1N1, causador da gripe suína. As amostras laboratoriais estão sendo avaliadas pelo Instituto Evandro Chagas, no Pará, que semanalmente recebe os exames e encaminha os resultados para o Amazonas.

Segundo o comitê responsável pela prevenção e pelo controle da doença no Amazonas, dos 17 pacientes com suspeita de terem contraído a gripe, alguns já tomaram o medicamento Tamiflu e estão curados. Outros ainda estão tomando a medicação e continuam em monitoramento. Nenhum dos casos é considerado grave.

Ontem (24) a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas confirmou a morte de uma grávida em decorrência da Influenza A (H1N1) – gripe suína. A vítima, de 32 anos, morreu na terça-feira (23) na Maternidade Ana Braga, na zona Leste da capital amazonense. Ela estava no sétimo mês de gestação e uma cesariana possibilitou a sobrevivência do bebê. A criança foi transferida para uma maternidade particular no centro de Manaus, onde está em observação.

Até o momento o Amazonas registrou 13 casos confirmados da doença e cinco mortes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos