Chuva forte provoca três mortes no Rio de Janeiro

Do UOL Notícias

Em São Paulo

Atualizada às 05h57

Pelo menos três pessoas morreram e nove ficaram feridas em virtude de um deslizamento ocasionado pelas fortes chuvas que caem no Rio de Janeiro desde a tarde desta segunda-feira (05). O deslizamento aconteceu no morro do Borel, localizado no bairro da Tijuca, e, segundo a Defesa Civil do Rio, ainda há uma pessoa desaparecida no local.

As vítimas do deslizamento no morro do Borel foram uma mulher, uma adolescente de 16 anos e uma criança de cinco anos, identificada pelo nome de Ana Marcelle Barbosa. Os outros oito sobreviventes da tragédia no morro do Borrel foram encaminhados ao Hospital Geral do Andaraí e recebem atendimento. Segundo informações divulgadas pelo próprio centro de atendimento do hospital, as vítimas estão fora de risco.

O Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro ainda procura por uma pessoa desaparecida sob os escombros de um outro desabamento no bairro do Andaraí, na zona norte da cidade. Entre às 17h e 23h desta segunda-feira (05), pelo menos 51 ocorrências foram registradas pela Defesa Civil municipal, a maioria delas sobre alagamentos, quedas de barreira ou muros e ameaças de deslizamentos em áreas de risco.

As fortes chuvas no Rio começaram no final da tarde desta segunda-feira e já duram mais de treze horas. Choveu durante toda a madrugada e a cidade permanece em estado de atenção, em virtude de riscos de novos temporais no início desta terça-feira (06). As regiões mais atingidas pelas chuvas são as zonas norte e oeste da cidade.

Durante toda a tarde de ontem diversas ruas ficaram alagadas e vários carros tiveram que ser abandonados em virtude da forte correnteza que arrastou os veículos.

Segundo informações da Globo News, a cidade já tem 60 pontos de alagamento e o canal do Leblon, na zona sul da cidade, transbordou e intensificou os alagamentos na região. Ainda de acordo com emissora, no início desta madrugada o prefeito carioca, Eduardo Paes, esteve no centro de gerenciamento de emergências e disse que convocará uma reunião de emergência na manhã de hoje para traçar medidas que minimizem os transtornos causados pela chuva na capital fluminense.

A Praça da Bandeira, no centro do Rio, foi uma das áreas mais atingidas pelos temporais de ontem e ainda apresenta pontos de alagamento.

A Defesa Civil municipal afirma que ainda há risco de novos deslizamentos de terra, principalmente na região da bacia de Jacarepaguá e da bacia da Baía de Guanabara.

A prefeitura recomenda que os moradores de áreas de risco se desloquem imediatamente para locais seguros e que as vias urbanas que atravessam as montanhas da cidade sejam evitadas nas próximas horas.

 

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos