Lula cancela agenda no Rio e pede que patrões abonem falta de funcionários

Do UOL Notícias
Em São Paulo

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está hospedado no hotel Copacabana Palace e deveria participar de uma série de atividades no Rio de Janeiro, cancelou na manhã desta terça-feira (6) parte de sua agenda na cidade. Ao comentar os estragos provocados pela chuva, ele fez um apelo para que "os patrões não cortem o dia" dos empregados que estão sendo orientados pela Prefeitura do Rio a não saírem de casa por causa da chuva. 

A Fecomércio-RJ também recomendou que os empresários do setor de comércio de bens, serviços e turismo abonem a falta de seus funcionários no dia de hoje. Em nota, a federação diz que se trata de uma questão de segurança. "Conforme solicitado pelas autoridades municipais e estaduais, a medida recomenda que os comerciários permaneçam em casa evitando deslocamentos e preservando seu bem-estar", diz o texto.

"A única coisa que podemos fazer num momento como esse é pedir a Deus que pare um pouco a chuva para que a situação retorne à normalidade", comentou o presidente. "A humanidade não consegue controlar intempéries, quando chove 15 horas como tem ocorrido, os transtornos são grandes".

Durante encontro com Lula, o governador do Rio, Sérgio Cabral, voltou a dizer que as pessoas não devem sair de casa. "O momento é sério, momento de ter serenidade", afirmou. Ele também ressaltou que a importância de manter as vias públicas livres para o trabalho da Defesa Civil e de outros órgãos que atuam no resgate de pessoas atingidas e desaparecidas.

O governador disse que "possivelmente" decretará estado de emergência.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos