Veja situação dos serviços e transportes no Rio de Janeiro

UOL Notícias
Em São Paulo

Pelo menos 96 pessoas morreram em decorrência das fortes chuvas que atingem o Rio de Janeiro desde o início da tarde de segunda-feira (5). Veja abaixo a situação dos transportes e principais serviços que atendem a região metropolitana do Rio.

Aeroportos (atualizado às 23h18)
O aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, reabriu por volta de 9h10 desta terça-feira (6), depois de permanecer fechado durante quase três horas em razão da chuva que atingem a capital fluminense desde ontem (5). Por volta das 11h50 as decolagens foram suspensas e só voltaram a ser normalizadas às 12h23.

Dos 165 voos programados para decolar durante todo o dia de hoje, 97 foram cancelados (58,8%) e 39 atrasaram, segundo a Infraero. O aeroporto --que atende o tráfego aéreo doméstico-- operou durante todo o dia com ajuda de instrumentos.

Já no Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão), que também operou por instrumentos, dos 132 voos programados para decolar até as 23h, 60 atrasaram.

Falta de luz (atualizada às 20h45)
A Light, concessionária que fornece energia elétrica para o Rio de Janeiro, informou que há falta de energia em trechos de ruas dos bairros da Tijuca, Botafogo, Laranjeiras, São Conrado, Santa Teresa, Rio Comprido, Jardim Botânico, Gávea, Jacarepaguá, Méier, São Cristovão, Santa Cruz e Campo Grande.

A empresa informou que especificamente em Botafogo, o alagamento de galerias subterrâneas e o acúmulo de detritos dificultam o acesso aos cabos e equipamentos. Na estrada Grajaú-Jacarepaguá, os técnicos da empresa continuam trabalhando para restabelecer o fornecimento, onde houve queda de postes e árvores após um deslizamento de terra.

O telefone para comunicar interrupções no fornecimento é o 0800-0210196.

Trens e metrô
A Secretaria de Transportes informa que no momento todos os transportes públicos estão funcionando. As linhas 1 e 2 do metrô estão operando normalmente.

As barcas estão funcionando com intervalos de 30 minutos na travessia Rio-Niterói. Por determinação da Capitania dos Portos e em função da baixa visibilidade no mar, as embarcações estão operando com velocidade reduzida e auxílio de instrumentos. A linha Rio-Charitas continua interrompida em função da previsão de ondas de até 3 metros. Já as viagens para Cocotá, saindo do Rio, serão retomadas a partir das 17h.

De acordo com a SuperVia Concessionária de Transporte Ferroviário, a estação Central do Brasil foi reaberta e as saídas para os ramais Santa Cruz, Belford Roxo, Japeri e Deodoro estão acontecendo regularmente. A circulação de trens no ramal Saracuruna também já está normalizada.

Ainda assim, a Secretaria de Transportes aconselha a população a não sair de casa nesta terça-feira, uma vez que muitas ruas da capital e da Grande Rio permanecem alagadas e ainda há risco de chuvas intensas para esta tarde.

Estradas
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que a situação das rodovias no Estado do Rio é complicada. Em alguns pontos, foram registrados rolamentos de pedras, quedas de barreiras e até mesmo uma ponte em risco de ceder.

Na altura do quilômetro 281 da BR-101-Norte, em Tanguá, sentido Rio de Janeiro, o tráfego flui em faixa reversível. A manobra ocorre devido ao abalo na cabeceira de uma ponte no local por causa da força das águas.

Já na BR-101- Sul, há trechos seguidos com quedas de barreira e rolamento de pedras. Há interdições pontuais nos quilômetros 450, 456 e 457.

Também há registro de uma nova queda de barreira no km 457 da rodovia Rio-Santos, na região de Angra dos Reis. A pista está parcialmente interditada.

A orientação da PRF é de que as pessoas não saiam de casa, uma vez que a maioria dos serviços públicos está suspensa. De acordo com o órgão, ainda há muitos carros abandonados nas ruas, o que compromete o trabalho do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil.

A CCR NovaDutra informa que os dois acessos à cidade do Rio de Janeiro pela via Dutra, linha Vermelha e avenida Brasil, estão com tráfego livre neste momento. Entretanto, a concessionária alerta que as principais vias dentro da cidade continuam com pontos de alagamento.  Por isso, o motorista deve aguardar melhores condições de tráfego para prosseguir viagem para a capital fluminense

Já o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) informou que os municípios de Araruama e São Pedro Da Aldeia, situados na região dos Lagos, são os mais afetados. A RJ-106, rodovia que atravessa as duas cidades, está com diversos pontos de alagamento e alguns trechos com quedas com de barreiras. Equipes do DER estão no local para limpeza das encostas e orientação dos motoristas que passam pela estrada.

Na altura da Serra do Mato Grosso, entre as cidades de Saquarema e Maricá, a RJ-106 está interditada nos dois sentidos por conta da queda de diversas barreiras. Ainda não há uma previsão para liberação da rodovia, porque ainda chove na área.

As rodovias RJ-104, que liga Niterói a Itaboraí, e a RJ-106, que vai de Niterói a Macaé, têm dez pontos de queda de barreira, todos dentro de São Gonçalo. Na mesma estrada, no bairro Novo México, no local onde equipes do DER tentavam reforçar uma passarela,  uma cratera se abriu junto à estrutura.

A RJ-155, que liga Angra dos Reis a Barra Mansa, opera em meia pista na altura do km 16, também por conta da queda de algumas barreiras.

Em Vassouras, no centro-sul fluminense, duas rodovias estão com o tráfego em meia-pista: a RJ-127 e a RJ-129.

Escolas e universidades
As secretarias estadual e municipal de Educação do Rio de Janeiro anunciaram que as aulas continuarão suspensas nesta quarta-feira (7). Segundo a secretaria estadual, “a medida é preventiva e tem como principal objetivo preservar alunos, professores e diretores de possíveis danos ocasionados pela chuva incessante”.

Além das escolas da capital fluminense e da região metropolitana do Rio de Janeiro, a suspensão também abrange estabelecimentos de ensino localizados nos municípios de Magé e Guapimirim.

O reitor da UERJ (Universidade Estadual do Rio de Janeiro) , Ricardo Vieiralves, anunciou que também irá manter a suspensão das aulas e do expediente administrativo na universidade nesta quarta-feira.

Órgãos públicos

Chuva faz a Assembleia e a Câmara dos Vereadores cancelarem atividades no Rio. Foram suspensas a visitação pública ao Palácio Tiradentes, assim como audiências públicas, reuniões de comissões e votações.

O presidente da Câmara Municipal do Rio, vereador Jorge Felippe também suspendeu todas as atividades do Legislativo Municipal, inclusive a Audiência Pública da Comissão de Saúde, que seria realizada às 10h.

O Tribunal de Justiça e o Ministério Público do Rio de Janeiro também suspenderam as atividades nesta terça-feira.

Todos os serviços do Departamento de Trânsito do Estado do Rio de Janeiro (Detran) estão suspensos na capital e na região metropolitana. O presidente do órgão, Fernando Avelino, disse que os clientes que tinham serviços agendados para hoje terão prioridade no atendimento nos próximos dez dias.

Comércio
Quem circulou pelas ruas da cidade nesta terça-feira encontrou grande parte dos lojas, bancos e serviços fechada. A Fecomércio-RJ recomendou que os empresários do setor de comércio de bens, serviços e turismo abonem a falta de seus funcionários no dia de hoje. Em nota, a federação diz que se trata de uma questão de segurança. "Conforme solicitado pelas autoridades municipais e estaduais, a medida recomenda que os comerciários permaneçam em casa evitando deslocamentos e preservando seu bem-estar", diz o texto.

Abrigo
A Polícia Militar do Rio abriu os batalhões para receber pessoas que ainda não conseguiram voltar para casa. "Os batalhões são solução provisória enquanto os governos providenciam o devido acolhimento. A população em trânsito encontrará nos batalhões um local seguro para aguardar a estiagem", afirmou em nota o coronel Carlos Eduardo Millan.

As Vilas Olímpicas da cidade do Rio de Janeiro também estão abertas para receber os desabrigados pelas chuvas que atingem o Estado há mais de 24 horas, informou a prefeitura.

*Com informações da Agência Brasil

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos