Frente fria e chuvas atingem a Bahia; águas rompem represas e destroem trecho da BR-489

Especial para o UOL Notícias
Em Salvador

Com menor intensidade, a frente fria e as chuvas que provocaram uma das maiores tragédias das últimas décadas no Rio de Janeiro chegaram à Bahia entre o final da noite desta quarta-feira (7) e a madrugada desta quinta-feira (8). Em Salvador, raios e ventos fortes destelharam casas, derrubaram árvores e provocaram a falta de energia parcial ou total em pelo menos 12 bairros. Nesta manhã, oito horas depois de os primeiros raios atingirem a capital baiana, a energia ainda não havia sido restabelecida em sete bairros.

As chuvas também provocaram muitos estragos no extremo-sul da Bahia. Em Prado, uma mulher morreu eletrocutada e o volume intenso das águas provocou o rompimento de duas represas, destruindo completamente um trecho da BR-489, que liga o município a Itamaraju. A Prefeitura de Prado decretou estado de emergência por 30 dias e a Cordec (Coordenação Estadual de Defesa Civil) informou que vai distribuir cestas básicas e colchões aos desabrigados e desalojados, cerca de 500 pessoas, no total.

Na capital, o incidente mais grave foi registrado na escola Raul Sá, localizada em Mussurunga (periferia). Um raio atingiu e derrubou parte de uma amendoeira localizada no pátio interno da unidade, provocando ferimentos em três estudantes.

Até as 9h desta quinta-feira, a Codesal (Coordenadoria de Defesa Civil de Salvador) tinha registrado 104 solicitações, entre alagamentos, ameaças de desabamento de imóveis e de muros, deslizamentos de terra e quedas de árvores. Pela manhã, voltou a chover forte em Salvador, provocando muitos transtornos e engarrafamentos no trânsito.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos