Chuvas causam alagamentos em Sergipe, e bebês internados em UTI são transferidos

Paulo Rolemberg
Especial para o UOL Notícias

Em Aracaju

  • Sérgio Ferreira/Especial para o UOL

    Em Maruim (SE), moradores calculam os prejuízos causados pela chuva

    Em Maruim (SE), moradores calculam os prejuízos causados pela chuva

As fortes chuvas que caíram nos últimos dois dias causaram prejuízos em Sergipe. As águas invadiram a unidade pediátrica do Hospital de Urgência de Sergipe – o maior hospital público do Estado – e o Centro de Terapia Intensiva (CTI) foi esvaziado por orientação da Defesa Civil Estadual.


Sete crianças estão internadas no CTI, segundo informações da assessoria do hospital, e deverão ser transferidas para outras unidades hospitalares na capital sergipana. De acordo com a Defesa Civil, a interdição é preventiva, já que a previsão é de mais chuvas durante todo o final de semana.

“Com a possibilidade de novas chuvas é mais prudente que retirem logo às crianças da unidade, para até que se evite uma retirada de emergência”, disse o major Mateus, da Defesa Civil.

As chuvas fortes caem em Sergipe desde a madrugada da última quinta-feira (8). Na cidade de Tobias Barreto (129 km de Aracaju), três casas tiveram parte das paredes destruídas, deixando um total de nove pessoas desabrigadas. O nível do rio Jabeberi, o principal do município, subiu deixando um dos principais acessos ao local interditado. Também foram registrados alagamentos em áreas da zona rural.

Na mesma cidade, uma criança de quatro meses escapou por pouco de uma tragédia. Ela dormia no berço, quando a mãe percebeu rachaduras na parede e retirou o recém-nascido do local. Minutos depois, a parede desabou.

Frente fria vinda do Rio
Imagens de satélite do Centro de Meteorologia indicam que a frente fria que saiu nesta última quarta-feira (7) do Rio de Janeiro chegou à Bahia e a Sergipe.

De acordo com o meteorologista Overland Amaral, as chuvas estão ocorrendo fora do período esperado e devem durar mais três dias.

“É um fato surpresa. O que esperávamos era que as chuvas somente ocorressem no início da estação chuvosa, compreendendo o período de maio a junho, conforme a sazonalidade. Houve, devido à frente fria, um adiantamento sazonal da época” explica.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos