Governo libera R$ 1 bilhão para financiar casa própria para desabrigados no Rio

Do UOL Notícias*

Em São Paulo

Atualizada às 22h09

O governo federal liberou R$ 1 bilhão para que o Rio de Janeiro e outros municípios fluminenses atingidos pela forte chuva dessa semana possam financiar moradias para os desabrigados. A medida se soma à liberação de parte dos recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para as famílias atingidas pelo temporal que havia sido anunciada também hoje.

Já são mais de 200 mortes no Estado, sendo a maioria em Niterói. Também morreram pessoas na capital, em São Gonçalo, Petrópolis, Nilópolis, Paracambi e Magé. As buscas continuam no morro do Bumba, em Niterói, onde um deslizamento de grandes proporções aconteceu na noite da última quarta-feira. O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), visitou na tarde de hoje o local e disse que as estimativas apontam que ainda existem de 100 e 150 corpos soterrados ali. "A situação é estarrecedora", afirmou.

A medida do governo federal prevê a criação do “Pró-moradia Emergencial”, uma linha de financiamento para a construção de casas próprias, com prazo de pagamento de 30 anos e juros de 3% ao ano. As linhas de crédito oferecidas atualmente pela Caixa Econômica Federal operam com prazo de 20 anos e juros de 6% ao ano.

A outra medida prevê a liberação, por parte do Ministério do Trabalho, de até R$ 4.600 do valor do FGTS do trabalhador que habite áreas dos municípios fluminenses, onde tenha sido decretado estado de emergência ou calamidade pública. De acordo com o ministro Carlos Lupi, o dinheiro já poderá ser sacado na próxima semana em agências da Caixa. 

Leia a cobertura completa da tragédia no Rio


Outra prioridade da Caixa, segundo o superintendente nacional Elício Lima, é a de oferecer assistência técnica aos municípios mais carentes na elaboração de projetos para o programa Minha Casa, Minha Vida, por meio do qual o governo federal financia moradias populares às famílias com renda até dez salários mínimos.

No Rio de Janeiro, 14.822 mil unidades já estão em fase ou em vias de construção e cerca de 16 mil ainda podem ser financiadas pelo programa. Os números não incluem as 4.080 unidades que faziam parte do programa PAR e serão em breve inseridos no Minha Casa Minha Vida.

Niterói já tem 2.000 casas contratadas e ainda pode contratar, por meio do programa do governo federal, 1.625 unidades habitacionais. São Gonçalo tem 4.200 unidades previstas no projeto e 3.534 de contrato.

* Com informações da Agência Brasil

Veja as cidades do Rio de Janeiro que registraram mortes

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos