IML vai identificar se corpos encontrados em Luziânia são de jovens desaparecidos

Alex Rodrigues
Da Agência Brasil

Em Luziânia (GO)

Os quatro corpos encontrados hoje (11) pela Polícia Civil de Goiás, que seriam dos jovens desaparecidos entre dezembro de 2009 e janeiro deste ano em Luziânia (GO), já foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) da cidade, onde estão os outros dois, localizados ontem. Luziânia fica a cerca de 80 km de Brasília.

Segundo a assessoria de imprensa da polícia, os corpos foram encontrados nos locais indicados pelo pedreiro Admar de Jesus, preso na manhã de ontem (10).

Segundo a Polícia Civil, Admar confessou ter matado e enterrado os seis jovens, atraídos com ofertas de dinheiro. O pedreiro - que já cumpriu pena por crimes sexuais contra menor – foi preso no mesmo bairro onde moravam alguns dos seis jovens.

A polícia chegou a Admar depois que a irmã dele - que também foi detida ontem – começou a usar o celular de uma das vítimas. Além disso, um jovem que conseguiu escapar das investidas do pedreiro teria confirmado a identificação depois de ver a foto apresentada pela polícia.

O trabalho de reconhecimento das vítimas deve contar com o apoio da Polícia Federal (PF).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos