Minha Casa, Minha Vida só beneficia ricos, dizem sem-teto acampados na prefeitura de SP

Guilherme Balza
Do UOL Notícias
Em São Paulo

Os sem-teto que permanecem acampados em frente à prefeitura de São Paulo nesta segunda-feira (26) acusam o programa habitacional Minha Casa, Minha Vida, do governo federal, de beneficiar somente uma parcela rica da população.

Mais de 2.000 sem-teto ocupam três imóveis e acampam em frente à Prefeitura de SP

Além da calçada em frente ao Executivo paulistano, os sem-teto ocuparam nesta madrugada três imóveis na capital paulista, dois no centro e um na zona sul. “Estamos aqui reivindicando que o 'Minha Casa, Minha Vida' seja para as famílias pobres. Hoje, o programa está sendo direcionado para os ricos”, diz Douglas Batista, 43, uma das lideranças do movimento da Frente de Luta por Moradia.

Neste momento, os líderes dos sem-teto estão sendo recebidos pelas autoridades da Secretaria de Habitação de São Paulo. Na carta que o movimento entregou ao poder público, os sem-teto afirmam que, para os trabalhadores que ganham menos de 3 salários mínimos,  “não foi assentado nenhum tijolo do Minha Casa, Minha Vida".

Além disso, como reclamam os manifestantes, os programas habitacionais que estão sendo oferecidos por todas as esferas de governo aumentam a especulação imobiliária em São Paulo. “Os programas existentes, como o carta de crédito, parceria social e até o Minha Casa, Minha Vida, contribuem para elevar a renda da terra. Isso dificulta ainda mais o acesso de nossas famílias à moradia decente. Os subsídios para esses programas triplicaram os preços das moradias", afirma Douglas.

A maior parte das famílias acampadas em frente à prefeitura foi despejada de um terreno no bairro do Limoeiro, extremo leste da capital. Segundo o eletricista Euzébio Cardozo, 36, a condição para a desocupação do terreno foi a promessa de que a prefeitura pagaria a bolsa aluguel aos moradores - e a garantia de que o proprietário do imóvel estava regularizando sua situação perante o governo. "Só que o proprietário não pagou nada. Aém disso, a prefeitura não pagou a última parcela do bolsa aluguel.”

O Ministério das Cidades, responsável pelo Minha Casa, Minha Vida, disse que ainda não recebeu a lista de reivindicações dos moradores.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos