Compensação ambiental de hidrelétrica de Santo Antônio pode chegar a quase R$ 1 bi, diz diretor

Da Agência Câmara

O diretor estatutário da UHE Hidrelétrica Santo Antônio, Carlos Hugo de Araújo, afirmou hoje (28) que os investimentos em sustentabilidade da usina hidrelétrica de Santo Antônio devem alcançar R$ 939 milhões. Esse valor compreende convênios com os governos de Rondônia e de Porto Velho, capital do estado. Desse montante, R$ 300 milhões serão destinados ao remanejamento de populações rurais e urbanas, R$ 200 milhões, a ações de compensação social e o restante, a projetos de compensação ambiental.

Araújo citou também que a hidrelétrica Santo Antônio conta hoje com quase 1800 profissionais contratados para trabalhar especificamente em atividades ligadas à sustentabilidade.

Proposta ao Conama
O diretor UHE Santo Antônio apresentou também proposta ao Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) para que os recursos destinados por lei aos programas de compensação ambiental sejam aplicados integralmente nas unidades de conservação situadas no entorno dos empreendimentos. Hoje, não há destinação específica para esses valores.

Carlos Hugo de Araújo participa de audiência pública da Comissão da Amazônia, Integração Nacional e de Desenvolvimento Regional sobre as ações compensatórias pelas usinas do Rio Madeira (Santo Antônio e Jirau) e a utilização dos recursos hídricos na Amazônia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos