Governo libera R$ 17 bilhões para Agricultura Familiar

Camila Campanerut
Do UOL Notícias

Em Brasília

O Ministério do Desenvolvimento Agrário respondeu nesta quarta-feira (12) às reivindicações do Movimento Grito da Terra, que representa cerca de 20 milhões de trabalhadores rurais, com a liberação de R$ 16 bilhões para o Plano de Safra 2010/2011 e R$ 1 bilhão para o apoio à comercialização dos produtos agrícolas.

O movimento pedia R$ 20 bilhões para o plano e R$ 2 bilhões para o PAA (Programa de Aquisição de Alimentos). Os ativistas, organizados pela Contag (Confederação Nacional dos Trabalhadores da Agricultura) fazem durante todo o dia manifestações em Brasília, passando por ministérios, pelo Congresso Nacional e pelo CCBB, sede provisória do governo, onde foram recebidos pelo ministro Guilherme Cassel (Desenvolvimento Agrário).

O governo também anunciou limite de financiamento de até R$130 mil aos produtores e criação de crédito coletivo de R$ 500 mil para compra de tratores e máquinas agrícolas.

Também houve aumento de financiamento por meio do Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar) para atividades como produção de arroz, bovinocultura de corte, feijão, milho, soja, trigo. O governo também ofereceu duplicação do limite de financiamento de crédito fundiário de R$ 40 mil para R$ 80 mil.

Após os anúncios, entretanto, o presidente da Contag, Alberto Broch, lembrou que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva prometeu dar continuidades às negociações para atualizar o índice de produtividade rural, antiga reivindicação do movimento.
 

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos