MP recomenda intensificação no acolhimento a moradores de rua em São Paulo

Vinicius Konchinski
Da Agência Brasil

Em Brasília

A Promotoria de Direitos Humanos de São Paulo enviou nesta terça-feira  (11) uma recomendação à prefeitura de São Paulo solicitando a intensificação na abordagem dos moradores de rua da cidade. O pedido foi feito horas depois do assassinato de cinco sem-teto no bairro do Jaçanã, região norte da capital.

O promotor Eduardo Valério afirmou hoje  que a recomendação visa a evitar que mais moradores de rua sejam vítimas de violência. “Pedimos para que eles intensifiquem e garantam vagas nos albergues para evitar que casos como o de ontem se repitam.”

Valério informou também que dois promotores criminais de São Paulo estão acompanhando a investigação da Polícia Civil sobre as mortes. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da polícia é quem está apurando o caso.

Segundo o delegado Luiz Fernando Lopes Teixeira, responsável pela investigação, testemunhas foram ouvidas ontem e hoje. Em entrevista à Agência Brasil, entretanto, ele disse que os trabalhos de apuração estão só no início e que o caso é de difícil solução.

“Até onde sabemos, o crime foi cometido de madrugada, por sujeitos, em uma moto, e que usavam capacete”, afirmou ele. “Tudo isso dificulta a identificação dos autores.”

O governador de São Paulo, Alberto Goldman, cobrou rigor nas investigações. “Temos que colocar e vamos colocar toda a polícia investigativa atrás dessas chacinas para que possamos descobrir exatamente quais são os grupos que fazem isso”, afirmou, em entrevista coletiva.

A prefeitura de São Paulo não se pronunciou sobre a recomendação do MP.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos