Governo de SP indenizará família de motoboy morto por policiais

Do UOL Notícias

Em São Paulo

O governo de São Paulo informou nesta sexta-feira (14) que pagará indenização à família do motoboy Alexandre Menezes dos Santos, morto no último dia 8 de maio, por quatro policiais militares, na zona sul da capital paulista. Os quatro agentes foram presos depois do crime e seus comandantes foram afastados dos cargos.

De acordo com a decisão do governador Alberto Goldman (PSDB), haverá um grupo de trabalho para “no prazo de trinta dias, contados a partir da designação de seus membros, seja feita a proposta de valores de indenização”. O texto divulgado julga “deploráveis” e “ilícitos” os atos dos policiais e diz que o Estado “é obrigado a responder pelos danos que seus agentes, nessa qualidade, causarem a terceiros”.

Participarão das investigações o procurador-geral do Estado, dois procuradores, um representante da Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, e outro da Secretaria da Segurança Pública de São Paulo, informou o Palácio dos Bandeirantes.

O crime aconteceu no último sábado (8), durante uma ação no bairro de Cidade Ademar. A PM informou que o motoboy foi abordado depois de transitar em uma rua de sentido contrário e, apesar da ordem dos policiais, ter tentado fugir. Ao ser alcançado e interpelado, Alexandre teria iniciado uma briga que acabou com ele sendo baleado no pescoço. Ele chegou a ter atendimento médico, mas não resistiu.

No dia seguinte, a PM disse que o crime ocorreu devido ao “uso excessivo de força física dos policias militares”, que foram levados ao presídio militar Romão Gomes. Eles serão indiciados por homicídio culposo (sem intenção de matar).
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos