Bombeiros localizam lancha que naufragou em lago no DF; buscas por duas irmãs desaparecidas continuam

Do UOL Notícias
Em São Paulo

O Corpo de Bombeiros localizou por volta das 14h30 desta segunda-feira a lancha que naufragou no lago Paranoá, em Brasília, por volta das 3h30 de sábado (22). Segundo o major Mauro Sérgio de Oliveira, agora as buscas serão intensificadas próximo ao local onde a embarcação foi encontrada, uma vez que é grande a possibilidade que os corpos das duas irmãs que seguem desaparecidas estejam por perto.

As irmãs Liliane Queiroz de Lira, de 18 anos, e Juliana Queiroz de Lira, de 21 anos, estavam na lancha quando a embarcação afundou. Outras oito pessoas que também estavam na embarcação foram resgatadas com vida.

“Já não trabalhamos com a possibilidade de encontrá-las com vida. Só por um milagre”, disse o major. Segundo ele, além de não saber o local exato do acidente, o que mais dificulta as buscas são as condições do lago. “A água é muito fria e o lago tem uma profundidade de aproximadamente 30 metros. Além disso, há muito material orgânico e restos de obras antigas no fundo, o que atrapalha os trabalhos.”

Ao todo, 30 mergulhadores percorrem toda a extensão do lago, com o auxílio de seis embarcações, entre lanchas, botes e jet skis. Um helicóptero também participa da operação.

Segundo o o major do Corpo de Bombeiros, a embarcação tinha capacidade para seis pessoas, mas transportava dez antes de naufragar.

A Delegacia Fluvial da Marinha já abriu investigação para apurar as causas do naufrágio. A polícia também deve abrir inquérito. A documentação do condutor e do barco estavam corretas, segundo a Marinha.

*Com informações da Folha.com

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos