Corinthians é multado em R$ 990 mil por depositar entulho irregularmente em SP

Do UOL Notícias*

Em São Paulo

A Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente (SVMA) afirmou nesta sexta-feira (28) que multou o clube Corinthians em R$ 990 mil por deposição de resíduos sólidos em desacordo com a lei na várzea do rio Tietê, dentro do Parque Ecológico, na zona leste de São Paulo. De acordo com reportagem do jornal “O Estado de S.Paulo”, uma área de 30 mil metros quadrados foi soterrada por entulho.

A secretaria diz que “não autorizou nenhuma intervenção nos terrenos onde vem sendo realizadas as obras do Centro de Treinamento do Corinthians”. “A SVMA já realizou fiscalização no local, situado na rodovia Ayrton Sennna, no mês de abril, e autuou o clube em R$ 990 mil por deposição de resíduos sólidos em desacordo com a lei. O clube entrou com processo de defesa, que está em análise pelo Departamento de Controle Ambiental da Secretaria do Verde”, diz ainda a secretaria, por meio de sua assessoria de imprensa.

Cortado por um córrego que também foi aterrado pelo lixo, o terreno, às margens do quilômetro 17 da rodovia Ayrton Senna, está ao lado do novo Centro de Treinamento (CT) do Corinthians, em obras desde o ano passado.

Os moradores vizinhos acusam o clube de futebol de fazer os despejos ilegais. Apesar das suspeitas, nenhum funcionário da obra do Corinthians foi flagrado pela Polícia Ambiental jogando entulho no terreno vizinho. A Subprefeitura de Itaquera também diz tentar localizar, sem sucesso, os responsáveis pelos despejos. O órgão informou que o Corinthians tem autorização da Secretaria Municipal do Verde para fazer a contenção de um barranco na área e o clube nunca foi autuado por jogar entulho de forma ilegal na região.

"Já fizemos plantão de madrugada para flagrar responsáveis pelo descarte, mas nunca ninguém foi visto", informou a assessoria da subprefeitura à reportagem do jornal.

Responsável pelas obras do futuro Centro de Treinamento do Corinthians, o médico Joaquim Grava afirma que o clube também é vítima dos despejos irregulares de entulho na várzea do rio Tietê. As montanhas de lixo que se acumulam no terreno vizinho ao canteiro de obras corintiano não foram depositadas pelos funcionários que trabalham na obra do CT, afirmou Grava ao jornal “O Estado de S. Paulo”.

*Com informações da Agência Estado

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos