Manifestantes ocupam prédio do Fórum João Mendes; Judiciário paulista está em greve desde abril

Rosanne D'Agostino

Do UOL Notícias
Em São Paulo

Cerca de 80 funcionários ocupam na noite desta quarta-feira (9) o saguão do Fórum João Mendes, centro da capital paulista, em protesto por melhoria salarial. O Judiciário paulista está em greve desde 28 de abril por reposição de 20,16% e votação do plano de carreiras.

Segundo informações da assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça, cerca de 500 manifestantes já ocupavam nesta tarde a praça João Mendes, em frente ao fórum, em assembleia, quando o Órgão Especial do TJ decidiu, por 19 votos a cinco, manter o desconto por dias não trabalhados aos grevistas.

Segundo o tribunal, a decisão foi informada aos manifestantes por volta das 16h. Nesse momento, parte deles adentrou o fórum, cuja entrada é liberada, e não quis mais sair após o encerramento do expediente, às 19h.

O juiz assessor da presidência do tribunal, José Maria Câmara Jr., conversou com os manifestantes, que não deram prazo para deixar o fórum, e afirmou que não haverá confronto. Em nome do TJ, ele permitiu a permanência dos grevistas e informou que a polícia permanecerá no local para conferir segurança. Os banheiros também foram abertos.

Nesta quinta (10), o presidente do TJ-SP, desembargador Antonio Carlos Viana Santos, deve reunir-se com o governador Alberto Goldman (PSDB) para discutir a situação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos