Greve de rodoviários entra no terceiro dia em Brasília

Camila Campanerut

Do UOL Notícias
Em Brasília

Já dura três dias a greve dos rodoviários de Brasília, que decidiram em assembleia na noite desta terça-feira (22) continuar a paralisação geral que atinge cerca de 1 milhão de usuários nas regiões centrais e adjacentes do Plano Piloto.

O diretor financeiro do Sindicato dos Rodoviários do Distrito Federal, Saul Araújo, alega que os empresários não ofereceram nenhuma proposta que beneficie a categoria até o momento. “Não tem proposta, então a greve continua e a próxima assembleia é só na quinta-feira. Se chamarem amanhã a gente para negociar, podemos antecipar a assembleia”, avisou Araújo.

O TRT (Tribunal Regional do Trabalho) voltou a se manifestar sobre a greve ao aumentar de R$ 100 mil para R$ 200 mil o valor da multa a partir desta quarta-feira, caso o sindicato não cumpra com a determinação ignorada por funcionários de cinco grupos empresariais de manter, pelo menos, 60% da frota circulando nas ruas.

O governador Rogério Rosso (PMDB), que havia dito que intermediaria a questão, ainda não se reuniu com os grevistas nem com os empresários, segundo sua assessoria. Mas anunciou a criação de um Comitê Gestor Governamental de Transporte para acompanhar de perto o problema.

Ainda de acordo com a assessoria do governo do Distrito Federal, as empresas não encaminharam as planilhas de custos e lucros que justifiquem o pedido dos empresários para reajustar a tarifa do ônibus, que, em média, custa R$ 3.

Os motoristas e cobradores resolveram parar com as atividades depois de não conseguir respostas sobre as reivindicações de reajuste salarial de 20%, implantação de ticket refeição de R$ 256, cesta básica de R$ 103, e manutenção da jornada de trabalho de seis horas diárias, conquistada no último acordo coletivo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos