Incêndio no palácio do governo do DF suspende expediente

Camila Campanerut
Do UOL Notícias
Em Brasília

O governador do Distrito Federal, Rogério Rosso (PMDB), dispensou na tarde desta quinta-feira (24) todos os funcionários que trabalham no prédio anexo ao Palácio do Buriti, onde mais cedo houve um princípio de incêndio. Não houve feridos e ninguém foi hospitalizado, segundo informações do governo local.

A recomendação de manter o local evacuado foi feita pelo Corpo de Bombeiros, apesar de ter liberado o local nesta tarde. Segundo a assessoria de imprensa do governo, a perícia sobre as causas do incidente que aconteceu na casa de máquinas, localizada no 14º andar do prédio, ainda não foi concluída.

Com isso, os cerca de 1.500 servidores só devem voltar ao trabalho na próxima segunda-feira (28). Para esta sexta-feira, já estava previsto que o local ficaria praticamente vazio, já que o governador decretou que seria ponto facultativo devido ao jogo da seleção brasileira na Copa do Mundo.

Para acessar os 16 andares do prédio, os funcionários contam com quatro elevadores centrais, que estão fechados em função do ocorrido. Há outros dois elevadores, que ficam nas laterais e, em dias normais, são utilizados exclusivamente para autoridades e assessores.

Funcionários afirmam que os elevadores são antigos e que, há dois dias, um deles caiu no poço, sem deixar feridos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos