Alex de Jesus/ O Tempo/ AE

Caso Eliza Samudio

Bruno e Macarrão podem se apresentar à polícia mineira entre hoje e amanhã

Raphael Raposo
No Rio de Janeiro

O goleiro Bruno e o seu funcionário e amigo, Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, podem se apresentar à polícia em Minas Gerais ainda nesta quarta-feira. Contudo, a maior probabilidade é que isso aconteça na quinta, já que os advogados de defesa querem estudar mais detalhes do caso. A informação partiu do advogado Ércio Quaresma, que representa Macarrão e mais outras quatro pessoas.

O goleiro e seu funcionário são acusados, junto com mais seis pessoas, pelo desaparecimento de Eliza Samudio, ex-namorada do atleta e com quem ele teria um filho de 5 meses. A esposa de Bruno, Dayanne Souza, foi presa na manhã desta quarta, em Belo Horizonte.

A história sobre o sumiço de Eliza ganhou um novo rumo nesta terça, após depoimento de um jovem de 17 anos, que seria primo do goleiro rubro-negro. O menor admitiu ter dado uma coronhada em Eliza com uma pistola, mas contou que isso aconteceu por causa de uma discussão e que nada estava premeditado.

A morte da jovem teria acontecido em Belo Horizonte, capital de Minas Gerais. Ainda em depoimento, o menor disse que o sequestro aconteceu num sábado, em um hotel na Barra da Tijuca, mas não soube precisar exatamente a data. O carro usado foi a Land Rover, de Bruno.

Na manhã desta quarta-feira, a polícia foi à casa de Bruno, com um mandado de prisão, mas não encontrou o jogador. A busca pelo atleta segue e polícia só deve se pronunciar ao fim do dia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos