Alex de Jesus/ O Tempo/ AE

Caso Eliza Samudio

Suspeitos do caso Bruno permanecem calados; polícia promete liberar acesso ao inquérito

Rayder Bragon

Especial para o UOL Notícias
Em Belo Horizonte

Os quatro suspeitos de envolvimento no desaparecimento de Eliza Samudio que prestaram depoimento à Polícia Civil nesta segunda-feira (12) permaneceram calados.  Não responderam às perguntas Elenilson Vitor da Silva, Wemerson Marques de Souza --o Coxinha-- e Flávio Caetano de Araújo, segundo informou o advogado Frederico Franco.

Mais cedo, o ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola ou Paulista, apontado pela polícia como quem estrangulou a vítima, também não respondeu as perguntas feitas pelos policiais.

Elenilson é o administrador do sítio do goleiro Bruno Souza, ex-namorado de Samudio, em Esmeraldas (MG). Já Wemerson e Flávio são amigos de Bruno e teriam ajudado a esconder o bebê de cinco meses de Eliza.

Ela lutava na Justiça para que o goleiro reconhecesse a paternidade da criança. Os três foram trazidos da penitenciária Nelson Hungria, localizada em Contagem, para o Departamento de Investigações de Crimes contra a Pessoa da capital mineira.


A orientação para não responderem às perguntas foi feita pelos advogados. De acordo com Franco, Elenilson e Wemerson só responderam o que já haviam dito em depoimentos anteriores. A defesa diz que a orientação de não falar à polícia deve ser mantida pelo menos até que o acesso ao inquérito seja liberado pelos investigadores.

A Polícia Civil afirmou que o inquérito sobre o caso será colocado à disposição dos advogados ainda nesta segunda-feira (12).

O advogado Zanone Junior disse Bola ficou calado sob sua orientação, afirmando à polícia que somente falará em juízo. Foram feitas 30 perguntas, nenhuma delas respondida. O advogado voltou a reclamar que não teve acesso aos autos do inquérito e deve recorrer ao STF (Supremo Tribunal Federal). Segundo Junior, a polícia está introduzindo a “inquisição” nesse caso “Como eu posso montar uma linha de defesa sem conhecer o inquérito?”

Os quatro suspeitos já foram encaminhados à penitenciária, onde também estão detidos o goleiro Bruno, o seu amigo Luiz Romão, o Macarrão, e sua mulher Dayanne de Souza.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos