Com -7,8ºC, Urupema registra a temperatura mais baixa de SC em dez anos

Fabiana Uchinaka
Do UOL Notícias
Em São Paulo

  • Divulgação/Prefeitura de Urupema

    Na cidade catarinense de Urupema, os termômetros marcaram -7,8ºC; a água congelou

    Na cidade catarinense de Urupema, os termômetros marcaram -7,8ºC; a água congelou

Frio no Sul pode ter matado mais duas pessoas

A temperatura mínima recorde registrada nesta quarta-feira (14) em Urupema (SC), de -7,8ºC, é a mais baixa do Estado nos últimos dez anos, segundo levantamento do Epagri/ Ciram (Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina), responsável pela medição.

A região já é conhecida pelos recordes de frio. Há exatos dez anos, no dia 14 de julho de 2000, os termômetros da cidade de São Joaquim (SC), que fica próxima a Urupema, marcaram -9ºC.

Antes disso, no dia 15 de agosto de 1999, fez -8ºC em Matos Costa, no oeste do Estado. 

O recorde histórico de frio na região, de acordo com o Epagri, foi em 1952, quando a temperatura chegou a -14ºC em Caçador, também no oeste de Santa Catarina.

  • Na cachoeira de Urupema (SC),
    a água congelou parcialmente

De acordo com os meteorologistas da Somar, depois da madrugada mais fria da década, o sol predomina em boa parte da região Sul, mas a temperatura máxima permanece muito baixa no decorrer do dia.

No Rio Grande do Sul, sul e centro de Santa Catarina e no noroeste do Paraná, a máxima não passa dos 10°C. Além disso, uma frente fria ainda provoca chuvas fracas em uma faixa que começa no litoral do Paraná e prossegue até o noroeste deste mesmo Estado.

Amanhã, além da frente fria, uma área de instabilidade conhecida como vórtice ciclônico volta a provocar temporais no Paraná, Santa Catarina e extremo norte do Rio Grande do Sul, acumulando até 50 mm no noroeste e leste paranaense e no norte catarinense. Por conta das baixas temperaturas, há risco de queda de granizo e as rajadas de vento podem chegar aos 70 km/h no centro e leste do Paraná.

Segundo o meteorologista Celso Oliveira, a combinação de umidade e baixa temperatura aumenta a chance de queda de neve em algumas cidades da Serra Geral, entre Santa Catarina e o Rio Grande do Sul, a partir da noite de quinta-feira.

* Com informações do Tempo Agora.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos