Parentes lembram vítimas do acidente da TAM e cobram punição dos responsáveis

Daniel Mello
Da Agência Brasil

São Paulo

Os três anos do acidente com o avião da TAM, voo JJ 3054, procedente de Porto Alegre, no Aeroporto de Congonhas, que causou a morte de 199 pessoas, foram lembrados hoje (17) por um grupo de 100 parentes das vítimas do acidente.

Vestidos com camisas azuis com a frase “Vida, Verdade e Justiça” estampada nas costas, os parentes se reuniram no guichê de embarque da TAM, no aeroporto da capital paulista, onde rezaram e pediram providências das autoridades para punir os responsáveis pela tragédia.

“A gente está buscando o esclarecimento dos fatos para que os erros não se repitam e não ocorra com outras famílias o que aconteceu conosco”, afirmou José Jardim, que perdeu a esposa e a cunhada no acidente.

Para Joyce Oliveira, a perda do marido não será um assunto encerrado enquanto os responsáveis pela tragédia não forem punidos. “É uma coisa que fica incompleta, porque as coisas nesse país só vão mudar quando houver punição”, disse.

Após o ato, os parentes foram até o local onde o avião colidiu com um prédio, na área externa do aeroporto. Ali, eles pretendem construir um monumento para lembrar os mortos do voo JJ 3054.

A TAM , por meio de nota, informou que já foram fechados acordos de indenização com 192 famílias. A empresa disse ainda que “vem se empenhando, desde o primeiro momento, em apoiar esses [parentes] de todas as maneiras e concluir o mais rapidamente possível o procedimento de indenização”.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos