Maníaco do Novo Gama confessa mais um homicídio; polícia diz que vai agir com cautela

Camila Campanerut
Do UOL Notícias

Em Brasília

Adaylton Nascimento Neiva, 31, conhecido como o Maníaco do Novo Gama, confessou nesta quinta-feira (22) à Polícia Civil de Goiânia que teria estuprado e matado mais uma jovem no ano passado, em Santa Maria, cidade do Distrito Federal. Este seria o nono homicídio cometido por dele, além das três mulheres que teria estuprado.

Ontem, Neiva revelou que teria matado mais quatro mulheres, além de Evanilde Ribeiro, 41, e da adolescente Alessandra Alves Rodrigues, 14, mortas no ano passado. Em 2000, Neiva foi preso acusado de ter matado a mulher grávida e a enteada de cinco anos.

Nesta quinta-feira, uma equipe de cinco policiais civis e seis bombeiros realizou buscas durante cerca de sete horas na região próxima ao córrego Crispim, que deságua no rio Corumbá, na região do Novo Gama (GO), onde estariam duas mulheres mortas por Neiva.

Os oficiais mergulharam no córrego e utilizaram cães farejadores, mas não encontraram nenhum vestígio das vítimas. A poluição no local prejudicou o trabalho de varredura.

“Foi encerrada a ação por lá. O rio estava muito alto [na época da morte – dezembro] e deve ter levado o corpo. Agora só vai ser a análise de depoimentos”, disse o delegado-chefe do Ciops (Centro Integrado de Operações de Segurança) do Novo Gama, Fabiano Medeiros.

Segundo Medeiros, Neiva não disse o nome das últimas vítimas, apenas as descreveu. No entanto, a polícia diz que vai agir com cautela em relação às declarações do detento, que, segundo o delegado, apresenta “surtos de memória”. Neiva contou à polícia que era abusado sexualmente pela irmã e que a mãe já teria tentado matá-lo.

A Polícia do Distrito Federal só deve começar as buscas das outras vítimas na próxima semana.

Entenda o caso
O Maníaco do Novo Gama já foi preso duas vezes: a primeira em 2000, acusado de ter matado a mulher grávida e a enteada de cinco anos e enterrado ambas no quintal de casa. Ele conseguiu a liberdade por ter vencido o prazo do seu julgamento.

Em 2002, Neiva foi preso e condenado pelo estupro de três mulheres. Na época, ele foi beneficiado pelo sistema de progressão de regime e passou a cumprir a pena em regime semiaberto. Em 27 de outubro de 2009, ele fugiu. Se condenado pelos crimes, o Maníaco do Novo Gama pode pegar mais de 40 anos de prisão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos