"Ficha ainda não caiu", diz suposta amante de Bruno sobre desaparecimento de Eliza

Do UOL Notícias
Em São Paulo

  • Alex de Jesus/O Tempo/AE

    Fernanda é investigada por participação no suposto sequestro de Eliza ainda no Rio de Janeiro

    Fernanda é investigada por participação no suposto sequestro de Eliza ainda no Rio de Janeiro

"A ficha ainda não caiu". Foi assim que a suposta amante do goleiro Bruno Souza, Fernanda Gomes Castro, 32, descreveu seu envolvimento no desaparecimento de outra amante do jogador, Eliza Samudio, 25. Fernanda participou nesta quinta-feira (22) do programa "Mais Você", da TV Globo.

"Estou desesperada. Não por medo da justiça, porque eu tenho a consciência tranquila de que não me envolveria em algo desse tipo. Mas não consigo mais ter vida. Meu filho não consegue mais ir à escola, a imprensa não me deixa viver em paz, as pessoas ficam o tempo todo me apontando e nunca me imaginei vivendo assim. A minha vida antes era muito calma, tranquila. Me dedicava ao trabalho na igreja. Inclusive foi onde levei o menor envolvido no caso", falou. "Estou muito assustada. Sempre tive uma vida muito tranquila e de repente me vejo envolvida em uma história dessas. A ficha não caiu”.

Fernanda reiterou o que já havia dito em depoimento à polícia de Minas Gerais, na terça-feira (20). Ela contou que não teve contato algum com Eliza e que apenas cuidou do bebê dela, a pedido de Luiz Henrique Ferreira Romão, o "Macarrão", durante um dia, na casa de Bruno, no Recreio dos Bandeirantes, no Rio de Janeiro.

"O Macarrão me ligou pedindo para eu ir na casa dele. Ele dizia que não estava se sentindo bem. Quando eu cheguei lá, ele disse que uma amiga dele tinha sofrido um assalto e precisava de ajuda. Pediu para eu ficar com o bebê, porque ele não sabia cuidar de criança", disse. "Ele não disse quem era a amiga, só disse que ela tinha ido para o hospital por causa do assalto".
 

Ana Maria Braga em fase "Datena light"


Fernanda afirmou ainda que deixou o seu filho em casa e foi sozinha até a casa do goleiro, onde também moram Macarrão e o primo adolescente de Bruno, J., e passou a noite ali, enquanto o jogador estava concentrado junto com o time do Flamengo.

"De manhã, eu questionei: Cadê a menina que não vem? Daí ele disse que ela tinha ido para a delegacia para registrar a queixa sobre o assalto", explicou.

Segundo Fernanda, o bebê estava bem cuidado e calmo. Ela teria trocado a fralda e dado mamadeira a ele. No dia seguinte, foi embora da casa do jogador por volta de 12h e deixou a criança com Macarrão.

"Fui para casa me arrumar, pegar minha bolsa para ir viajar com Bruno no sábado à noite e voltei por volta de 17h. O bebê não estava mais lá. Foi a única vez que eu vi a criança", disse. 

 

Justiça vai ouvir nesta quinta-feira Bruno e mais três suspeitos no caso de desaparecimento de Eliza

Assim como Bruno, Macarrão e outros suspeitos, Fernanda é investigada pelo suposto sequestro e morte de Eliza, que lutava na Justiça para ter seu filho reconhecido por Bruno. A criança seria fruto de um relacionamento entre Eliza e o jogador em meados de 2009.

Fernanda foi citada em depoimento concedido pelo adolescente J., 17, que revelou a trama do desaparecimento de Eliza. Ela é investigada pela participação no suposto sequestro de Eliza e do bebê ainda no Rio de Janeiro, no início do mês passado. Segundo a polícia, Fernanda teria cuidado do bebê na casa do goleiro e em seguida teria ido com Bruno e a criança em uma BMW para Minas Gerais, onde Eliza teria sido morta. Ela não confirmou esta versão na entrevista.

"Me parece que são histórias muito desencontradas", disse Fernanda sobre os depoimentos dos envolvidos no caso. 

No programa, Fernanda confirmou que esteve em um motel com Bruno em Minas Gerais. "Aconteceu. Fui para Belo Horizonte para participar de um jogo com ele. Nós fomos para lá [BH], passamos na casa da mãe dele, íamos dormir na casa da mãe dele, mas ele não quis acordar a mãe, pois já era bem tarde. Depois, ele quis mostrar onde tinha crescido, perguntou se eu me importava de ir até a favela. À noite, fomos dormir no motel. Só eu e o Bruno", afirmou. 

Segundo informações do inquérito policial, dois carros estiveram no motel em Contagem (MG): uma BMW, com Bruno e Fernanda, e uma Range Rover com Macarrão, o menor J., Eliza e o bebê. Mas, segundo Fernanda, ela não sabia da presença de outras pessoas.

Oito pessoas foram presas por suspeita de envolvimento no caso: Bruno, Dayanne (sua mulher), Macarrão (amigo de Bruno), Sérgio (primo do goleiro), Bola (ex-policial), Elenilson (caseiro do sítio de Bruno), Wemerson (amigo de Bruno) e Flávio (amigo do goleiro). Um adolescente de 17 anos, primo do jogador, está apreendido.

Namoro com o goleiro
Fernanda também contou que quando começou a namorar o jogador, que ela conheceu por meio de um amigo em comum, ele disse que tinha terminado um noivado com a dentista Ingrid Calheiros Oliveira, 24, "porque ela era muito ciumenta e tinha muito ciúme dele com as filhas".

Para ela, Bruno disse que estava separado de Dayanne, mulher com quem ele ainda é casado no papel, há dois anos, embora mantivesse uma boa relação com ela. "Ele sempre me falava que a Dayanne era uma pessoa muito especial para ele. Que o casamento deles não havia dado certo, mas que ela era uma pessoa muito especial para ele porque começou com ele lá do nada, quando ele não tinha fama, quando ele estava nas divisões de base", disse.  

Ela reafirmou que gostaria de se casar com Bruno e disse que acredita na inocência dele. "O doutor Quaresma (advogado) me perguntou se eu ainda era namorada do Bruno. Eu disse que, se ele quiser, eu caso com ele. Minha maior vontade era estar perto dele, porque eu acredito na inocência dele pela pessoa maravilhosa que ele é. Ele é um menino muito carinhoso. Ele tem 1,90 de altura, mas é uma criança que tem medo de escuro. Dói ver as pessoas julgando sem a justiça ter chegado a uma conclusão". 

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos