Casos de dengue até agora no Rio são quase o dobro de todo ano de 2009

Isabela Vieira
Da Agência Brasil

No Rio de Janeiro

Os casos de dengue no Estado do Rio de Janeiro quase dobraram até agora em relação a todo ano de 2009. O aumento se deve à volta do vírus tipo 1 e da infestação do tipo 2 em municípios que ainda não tinham registrado a doença nos últimos dois anos, disse hoje (27) o superintende de Vigilância Epidemiológica e Ambiental da Secretaria de Saúde, Alexandre Chieppe. De janeiro a junho foram 21.346 casos, com 31 mortes. Em 2009, foram 12.403 infectados e 12 pessoas morreram.

"[O número] preocupa, claro. O aumento de casos, no entanto, era esperado por conta da possibilidade de entrada de um tipo de vírus que não circulava aqui há muito tempo, o tipo 1, identificado em Estados próximos e o grande responsável pelo aumento dos casos", explicou.

O município que lidera em número de infectados é São Gonçalo, na região metropolitana, com 1.805 casos e oito mortes, seguido de Tanguá, também na região metropolitana, com 1.730, e Macaé, no norte fluminense, com 1.670.

O coordenador de Vetores de São Gonçalo, Jorge Luís de Oliveira, questiona os dados da Secretaria Estadual de Saúde ( 1.805 casos e oito mortes) e diz que apenas 696 casos da doença foram confirmados no município. Segundo ele, a prefeitura tem feito um amplo trabalho de conscientização nos bairros onde a doença se intensificou.

"Distribuímos tampas para caixa d'água e fazemos palestras educativas o ano inteiro. Vamos reforçar essas medidas, em parceria com as associações de moradores e ampliar as armadilhas para o mosquitos nos locais que forem identificados índice alto de larvas", afirmou.

Apesar da contestação feita pelo coordenador de Vetores de São Gonçalo, a Secretaria Estadual de Saúde investiga as circunstâncias das mortes. A análise preliminar pode indicar falhas na rede de atendimento, mas também o fato de a dengue ter atingido pessoas com doenças crônicas.

A secretaria está em estado de alerta, reforçando a prevenção para impedir uma nova epidemia como a de 2008, quando foram registrados cerca de 250 mil casos de dengue no Estado. "Queremos o sistema mais sensível para detecção e tratamento precoce da doença", completou Oliveira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos