No Brasil, 13 milhões de pessoas não possuem banheiro em casa; país é 9° em "ranking mundial da vergonha"

Do UOL Notícias
Em São Paulo

  • Danilo Verpa/Folhapress

    Barco passa próximo ao lixo e esgoto nas margens da represa Billings, um dos maiores e mais importantes reservatórios de água da Região Metropolitana de São Paulo (SP)

    Barco passa próximo ao lixo e esgoto nas margens da represa Billings, um dos maiores e mais importantes reservatórios de água da Região Metropolitana de São Paulo (SP)

O Brasil é o 9° colocado no “ranking mundial da vergonha” dos países cuja população não tem acesso a serviços básicos de saneamento: são 13 milhões de brasileiros sem banheiro em casa. O levantamento foi feito nas cidades brasileiras com mais de 300 mil habitantes.

Os dados fazem parte de um estudo realizado pela OMS (Organização Mundial de Saúde) e pela Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) divulgado pelo Instituto Trata Brasil.

Na frente do Brasil aparecem: Índia (1°), Indonésia (2°), China (3°), Etiópia (4°), Paquistão (5°), Nigéria (6°), Sudão (7°) e Nepal (8°).

As cidades de Manaus, Recife, Cuiabá e Natal estão entre as capitais que mais apresentam problemas de saneamento no país, de acordo com o estudo.

Na capital do Amazonas cerca de 89% das residências ainda não são atendida pela rede geral de esgoto. Nas capitais do Mato Grosso e do Rio Grande do Norte o déficit de atendimento atinge 61% e 69%, respectivamente.

As regiões metropolitanas de Brasília, Belo Horizonte, Curitiba, São Paulo e Porto Alegre aparecem com índices de atendimento superiores a 80% das residências. Em Brasília, 92% da população é atendida pela rede de esgoto.

Segundo o documento, entre 2003 e 2008, houve um avanço de 11,7% no atendimento de esgoto, e de 4,6% no tratamento de esgoto nas 81 maiores cidades do país.

Apesar disso, somente 50,6% da população que vive em áreas urbanas têm acesso a redes de esgoto e apenas 34,6% do volume de esgoto coletado no Brasil recebem tratamento, segundo a pesquisa.

Menos de dois terços da população mundial utilizam instalações sanitárias, de acordo com o estudo. Na América do Sul, somente a Bolívia tem menos de 50% dos moradores com acesso a sanitários e saneamento básico.
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos