MP deve receber hoje inquérito sobre desaparecimento de Eliza

Rayder Bragon
Especial para o UOL Notícias
Em Belo Horizonte

A juíza Marixa Fabiane, presidente do 1º tribunal do júri de Contagem, região metropolitana de Belo Horizonte, recebeu na manhã desta sexta-feira (30) o inquérito que investiga o sumiço e possível assassinato de Eliza Samudo, ex-amante do goleiro Bruno Souza.

Segundo informou, serão feitos o cadastramento e a listagem de todos os objetos apreendidos até agora e, nesta tarde, ela deverá despachar o inquérito ao Ministério Público (MP), “dando vistas” para o promotor Gustavo Fantini. Como explicou a magistrada, a expectativa é a de que o retorno do MP venha na semana que vem.

O MP deve analisar a documentação e decidir, em 10 dias, se oferece ou não denúncia. Fabiane relatou que ouviu do promotor que tal análise será rápida. O inquérito foi concluído ontem (29) e tem oito volumes, três anexos e 1.600 páginas. No final das investigações, Bruno foi indiciado por homicídio, sequestro e cárcere privado, ocultação de cadáver, formação de quadrilha e corrupção de menores.

Também foram indiciados pelos mesmos crimes os demais envolvidos: Luiz Henrique Ferreira Romão (Macarrão), Flávio Caetano de Araújo, Wemerson Marques de Souza (Coxinha), Dayane Rodriques do Carmo Souza (mulher de Bruno), Elenilson Vitor da Silva, Sérgio Rosa Sales (Camelo, primo de Bruna) e Fernanda Gomes de Castro (amante de Bruno).

O ex-policial Marcos Aparecido dos Santos (Bola) foi indiciado por homicídio qualificado, formação de quadrilha e ocultação de cadáver. Dos nove indiciados, oito estão presos na penitenciária de segurança máxima Nelson Hungria, em Contagem (MG). Fernanda é a única que está em liberdade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos