Goiás registra mais de 95 mil casos de dengue em 2010; número de mortes é quase 90% maior

Luiz Felipe Fernandes
Especial para o UOL Notícias

Em Goiânia

Casos de dengue mais que dobram em seis Estados; SP lidera com aumento de 2.277%

A dengue já matou 53 pessoas em Goiás nos primeiros sete meses deste ano. O número –o maior em dez anos– aumentou 89,3% se comparado ao mesmo período de 2009, quando 28 pacientes faleceram. Do total de mortes registradas de janeiro a julho de 2010, 29 casos estão relacionados às complicações da doença e 24, à febre hemorrágica da dengue.

O número divulgado na tarde desta segunda-feira (9) pela Secretaria Estadual de Saúde acompanha a escalada da doença em todo o Estado. Até agora já foram registrados 95.152 casos de dengue, um aumento de 246% em relação aos primeiros sete meses do ano passado. Goiânia continua liderando as estatísticas, com 18 mortes e 34.301 notificações, seguida pelas outras duas maiores cidades goianas: Aparecida de Goiânia (7.962 casos) e Anápolis (5.676 casos).

Os dados colocam 166 cidades de Goiás (67% de todo o Estado) num patamar de incidência considerado de alto risco. Entre os municípios com mais casos de dengue proporcionais ao número de habitantes, a maior incidência foi registrada em Itaguari, a 90 quilômetros da capital. Quase 18% da população foi vítima do mosquito Aedes aegypti esse ano.

Alerta
A secretária de Saúde, Irani Ribeiro, vai convocar o Comitê de Combate à Dengue no Estado para discutir formas de conter o aumento no número de mortes. Ela pediu mais atenção, sobretudo à rede particular, aos protocolos adotados para diagnosticar pacientes com suspeita da doença. “Temos que verificar a triagem classificatória de risco, se o diagnóstico está sendo feito precocemente e se o retorno está sendo bem orientado.”

Nas próximas semanas, o trabalho da secretaria estará concentrado nos 28 municípios onde as mortes foram registradas. Em muitas dessas cidades há pendências na contratação de agentes de saúde. “Vamos recomendar aos secretários de saúde dessas cidades que continuem com o combate à dengue na agenda do dia-a-dia”, afirmou.

Outro alerta é para que a população continue eliminando focos da dengue. Apesar do tempo seco nessa época do ano em Goiás, existem diversas possibilidades de proliferação do mosquito transmissor da doença, como vasos de plantas, recipientes de animais domésticos e até ralos de banheiro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos