Ibama flagra derrubada ilegal de floresta no Pará

Do UOL Notícias

Em São Paulo

O Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) anunciou na tarde de sexta-feira (6) que interrompeu um desmatamento que já havia destruído 300 hectares de floresta amazônica no município de Portel, no oeste do Pará.

O Ministério do Meio Ambiente divulgou hoje que, entre agosto de 2009 e junho de 2010, houve uma redução de 49% no desmatamento no bioma amazônico, na comparação com o mesmo período entre 2008 e 2009. Dos Estados que compõem a região Amazônica, o Pará foi o que teve o maior desmatamento em junho, com 160,6 km².

De acordo com o instituto, ao chegar ao local de helicóptero, os fiscais surpreenderam cinco homens fazendo a derrubada da mata para a formação de pastagens. Na ação, quatro motosserras e duas espingardas de caça foram apreendidas. O acampamento utilizado para dar suporte ao crime ambiental foi destruído.

A área pertence a um pecuarista da região localizado pelos fiscais a 30 km do desmate, já na sede do município. Ele foi notificado a apresentar as licenças de supressão da vegetação em até sete dias. Se não possuir a documentação, será multado em R$ 1,5 milhão pelo crime ambiental, além de ter a área embargada para qualquer atividade econômica.

Segundo os trabalhadores contratados para a derrubada, o pecuarista pretendia instalar uma fazenda com mais de mil hectares de pastagens no lugar da floresta.

Ainda conforme o Ibama, análise das imagens de satélite da área realizadas pelo Núcleo de Geoprocessamento do Ibama em Tucuruí, com dados do Instituto de Pesquisas Espaciais (Inpe), revelaram que o desmatamento vinha ocorrendo desde maio, ao ritmo de cerca de 100 hectares por mês.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos