Capitania dos Portos faz perícia em plataforma da Petrobras no Rio, após princípio de incêndio

Flávia Villela
Da Agência Brasil
No Rio de Janeiro

Inspetores e vistoriadores navais da Diretoria de Portos e Costas e da Capitania dos Portos do Rio de Janeiro realizam na manhã de hoje (12) uma perícia na Plataforma P-35, localizada na Bacia de Campos. O trabalho ocorre após comunicado da Petrobras de um princípio de incêndio na linha de saída de vapores do local, na manhã de ontem (11), que foi rapidamente controlado, sem vítimas ou poluição hídrica.

De acordo com a Petrobras, o acidente foi causado pelo gotejamento de condensado de vapores de água e hidrocarbonetos sobre o revestimento térmico da torre regeneradora de glicol (equipamento que faz parte do tratamento de gás na unidade).

Após a vistoria, a capitania produzirá o laudo que servirá de base para o inquérito que determinará as causas e circunstâncias do acidente.

Na tarde de ontem, petroleiros iniciaram uma manifestação em frente à sede da Petrobras, na avenida Chile, no centro do Rio. Quatro petroleiros se acorrentaram aos portões do prédio como parte da campanha por aumento salarial da categoria, segundo nota do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria do Petróleo no Estado do Rio de Janeiro. Nas últimas semanas, o sindicato vem denunciando a má conservação de plataformas como a P-33 e a P-35 e condições ruins de trabalho.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos