Conselho Federal de Medicina apoia greve de médicos-residentes

Carolina Pimentel

Da Agência Brasil

O Conselho Federal de Medicina (CFM) divulgou nota em que considera justa e ética a greve dos médicos-residentes, iniciada hoje (17). O órgão recomenda que 30% dos residentes mantenham o atendimento de emergência e nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI).

Os médicos-residentes querem reajuste de 38,7% da bolsa-auxílio mensal, que hoje é de R$ 1.916,45. Os ministérios da Saúde e da Educação propõem aumento de 20% a partir do ano que vem.

A Associação Nacional dos Médicos-Residentes (ANMR) informou que a maioria das assembleias estaduais rejeitou a proposta do governo federal de aumentar em 20% a bolsa-auxílio a partir de 2011 e defende a continuação da greve.
 

A comissão nacional de greve reúne-se amanhã (18), em Brasília, para definir os rumos do movimento. A estimativa da associação é de que 80% dos 22 mil residentes da rede pública federal de saúde aderiram à paralisação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos