Governador do Rio elogia trabalho da polícia em tiroteio seguido de invasão a hotel

Do UOL Notícias

Em São Paulo

Em nota divulgada no começo da tarde deste sábado (21), o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), elogiou o trabalho da polícia no tiroteio ocorrido na manhã de hoje em São Conrado, zona sul.

"Importante destacar a ação da polícia. Firme, profissional e com efetividade. Não temos nenhuma ilusão, desde o primeiro dia de Governo, sobre o tamanho do nosso desafio. Mas temos a convicção de que estamos no caminho certo. Em breve, o povo do Vidigal e o povo da Rocinha estarão livres do poder paralelo", diz a nota.

Na ação, uma mulher morreu e quatro policiais ficaram feridos sem gravidade. Durante a fuga, os criminosos invadiram o hotel Intercontinental, que fica na avenida Aquarela do Brasil.

Segundo informações do coordenador de comunicação Social da PM, coronel Lima Castro, um grupo de dez homens fez 35 reféns (30 funcionários e cinco hóspedes), mas se rendeu por volta das 11h. "Eles tinham forte armamento: eram oito fuzis, cinco pistolas, além de muita munição e algumas granadas", disse. Nenhum refém foi ferido. Os presos foram encaminhados para a 15ª DP da Gávea. A polícia continua no local fazendo uma varredura; o hotel está interditado.

Policiais do Bope, grupo de elite da PM, negociaram a rendição dos criminosos e a liberação dos reféns, que estavam concentrados na cozinha. Além do Bope, estão participando da operação homens do batalhão de choque e dos 22º e 23º Batalhões da PM.

A mãe de um dos bandidos, morador da Rocinha, chegou a ser chamada para convencer o filho a se entregar. "Eu pedi, mas ele não quis me ouvir", disse, chorando muito na porta do hotel.
 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos