CNT vê melhora em rodovias e atribui avanço ao governo Lula; um quarto das estradas são ruins ou péssimas

Do UOL Notícias

Em São Paulo

A pesquisa anual da Confederação Nacional do Transporte (CNT), divulgada nesta terça-feira (14), aponta melhora no percentual das rodovias consideradas ótimas e boas em todo o país. A pesquisa, que, segundo a CNT, avaliou 100% da malha rodoviária federal pavimentada e os principais trechos sob gestão estadual e sob concessão, apontou que 41,2% das rodovias se encaixam entre as avaliações ótima e boa. Na pesquisa de 2009, eram 31% as rodovias que estavam nessas categorias.

No entanto, houve um leve aumento no percentual das estradas cujas condições foram consideradas ruins ou péssimas: 25,4% este ano, contra 24% no ano passado.

Segundo a CNT, a pesquisa foi feita durante 37 dias (de 3 de maio a 8 de junho), quando 15 equipes de pesquisadores avaliaram as condições de conservação do pavimento, da sinalização e da geometria viária de 90.945 km, que incluem toda a rede federal pavimentada e a malha das principais rodovias estaduais.

A confederação atribui a melhora nas condições das rodovias brasileiras ao "aumento dos investimentos em infraestrutura".

A Pesquisa CNT de Rodovias 2010 avaliou 90.945 quilômetros de malha rodoviária. Das rodovias avaliadas, 14,7% são classificadas como ótimas, 26,5% como boas, 33,4% são regulares, 17,4% estão ruins e 8%, péssimas. Em 2009, a Pesquisa CNT de Rodovias analisou 89.552 km. O percentual de rodovias ótimas foi de 13,5% e de boas, de 17,5%. As regulares somaram 45%. Os índices de ruins ou péssimas foram de 16,9% e 7,1%, respectivamente.

A CNT observa na comparação com 2009 uma melhoria na extensão do pavimento classificado como ótimo ou bom de 8,3 pontos percentuais. Com relação à sinalização, também houve melhoria na extensão dos trechos classificados como ótimos ou bons de 5,7 pontos percentuais.

Na avaliação do presidente da CNT, Clésio Andrade --que é presidente do PR, Partido da República, em Minas Gerais, foi vice-governador no primeiro mandato de Aécio Neves no governo mineiro e hoje apoia a candidatura da petista Dilma Rousseff à Presidência-- a melhoria da situação rodoviária brasileira é reflexo do maior investimento em obras de infraestrutura. Ele cita o governo Lula na nota divulgada pela CNT: "Tem havido um esforço do governo do presidente Lula em melhorar a situação das rodovias. Esse aumento da destinação de recursos voltados para o setor de transporte reflete na melhoria observada no levantamento". A nota de divulgação da pesquisa das rodovias diz que de 2007 a agosto de 2010 o governo Lula investiu R$ 27,71 bilhões em infraestrutura de transportes. "Já no segundo mandato de Fernando Henrique Cardoso, de 1999 a 2002, foram investidos apenas R$ 4,15 bilhões", diz a nota.

A CNT diz que sua pesquisa avalia a situação das rodovias a partir da perspectiva dos usuários, tanto sobre o aspecto da segurança como do desempenho. "A metodologia baseia-se em normas técnicas de engenharia viária e permite a identificação de elementos necessários ao planejamento do transporte e também à gerência das rodovias."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos