PUBLICIDADE
Topo

Multas a caminhoneiros que transitarem por 10 vias do Morumbi começam a ser aplicadas hoje

Mesmo proibidos, caminhões desrespeitaram restrições e continuaram trafegando pelo Morumbi  no final de setembro, quando a regra foi aplicada na região - Rahel Patrasso/Futura Press
Mesmo proibidos, caminhões desrespeitaram restrições e continuaram trafegando pelo Morumbi no final de setembro, quando a regra foi aplicada na região Imagem: Rahel Patrasso/Futura Press

Do UOL Notícias<br>Em São Paulo

29/10/2010 07h00

A partir desta sexta-feira (29) a proibição da circulação de caminhões em dez vias da região do bairro do Morumbi, na zona sul de São Paulo, passará a ser fiscalizada e poderá gerar multas aos que desrespeitarem a medida.

A restrição aprovada no final de setembro proíbe os caminhoneiros de circularem de segunda a sexta-feira, das 5h às 21h, e aos sábados, das 10h às 14h, nas seguintes vias: avenidas Giovanni Groncchi, Francisco Morato, Morumbi, Dr. Luiz Migliano, Dr. Guilherme Dumont Villares, Jacob Salvador Zveibel e Jorge João Saad, além das ruas Eng. Oscar Americano, Padre Lebret e Jules Rimet. Mesmo com cerca de um mês para se adaptar, alguns motoristas continuaram transitando normalmente pelas vias.

Serão considerados irregulares os que transitarem em local e horário não permitidos e sem o cadastro obrigatório A infração média custa R$ 85,12, além de quatro pontos na carteira de habilitação.

Para manter o abastecimento da cidade, as regras de excepcionalidades previstas na Zona de Máxima Restrição à Circulação de Caminhões (ZMRC) serão estendidas ao transporte de produtos alimentícios perecíveis, feiras-livres, mudanças e concretagem, mediante cadastramento já existente no Departamento de Operações do Sistema Viário (DSV). O tráfego de Veículos Urbanos de Carga (VUCs) está liberado nessas vias.

A fiscalização será feita por meio de oito radares eletrônicos, 50 agentes de trânsito da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) e policiais do CPTran (Comando de Policiamento de Trânsito).

Segundo a CET, já foram instaladas 1.120 placas de sinalização e a fiscalização será reforçada em pontos estratégicos das vias com trânsito proibido.

Cotidiano