Topo

Abastecimento de água e luz ainda está prejudicado em cidades da região serrana do Rio

Isabela Vieira<br>Da Agência Brasil

No Rio de Janeiro

14/01/2011 14h17

Dois dias após as chuvas que provocaram estragos na região serrana do Rio, o abastecimento de água e luz ainda está prejudicado. Para normalizar os serviços, as concessionárias e uma empresa estatal concentram equipes nas cidades de Teresópolis, Nova Friburgo e Petrópolis.

O sistema de águas em Teresópolis, de responsabilidade da Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae), está sendo recuperado mais rápido do que o previsto e o reabastecimento deve ser ampliado para pelo menos 60%, na próxima semana.

"Temos um resultado fantástico diante da catástrofe que foi, há um dia e meio. Mas sabemos que temos muito trabalho pela frente", afirmou Wagner Victer, presidente da Cedae, em relação aos estragos causados pelos deslizamentos e pela falta de energia.

Victer voltou a afirmar que não houve rompimento de barragens ou adutoras que pudesse ter contribuído para a tragédia. "Foi uma tromba d'água, com velocidade superior a 100 quilômetros por hora em alguns momentos, uma massa de água fantástica", explicou.

Desde quarta-feira (12), a Cedae abastece os municípios de Teresópolis, Sumidouro e Bom Jardim com caminhões-pipa e copos de água descartáveis da companhia e de empresas parceiras. As prioridades são os abrigos, hospitais, postos de saúde, delegacias e escolas. A estatal também cedeu caminhões para outros municípios como Nova Friburgo.

A concessionária Águas de Nova Friburgo, responsável pelo abastecimento na cidade, informou ontem (13) que 40% do fornecimento já tinham sido restabelecidos, mas que o principal ponto de captação, no Rio Grande de Cima, ainda estava sem energia, o que atrapalhava a reparação.

No distrito de Itaipava, no município de Petrópolis, onde o abastecimento também está em torno de 40%, a concessionária Águas do Imperador instalou quatro caixas d'água de 15 mil litros próximas a áreas onde o acesso por caminhões-pipa está prejudicado.

Para atender os locais prioritários como abrigos, hospitais e delegacias, ambas as concessionárias adotaram o mesmo procedimento da Cedae, com o uso de caminhões-pipas e garrafas de água. Elas pedem que os moradores das cidades atingidas usem a água racionalmente.

Em relação à luz, a concessionária Ampla de energia elétrica informou que instalou geradores junto com a Cedae para restabelecer a estação de captação, em Teresópolis. Outras medidas como a colocação de torres de energia tentam diminuir o problema em pontos das cidades afetadas.

Cotidiano