Topo

Escola de samba vira IML e sala de velório improvisada em Nova Friburgo (RJ)

Rodrigo Bertolotto

Enviado especial do UOL Notícias

15/01/2011 16h04

O nome da escola de samba parece até inspirado na tragédia que abateu Nova Friburgo nesta semana: G.R.E.S. Unidos da Saudade, fundada em 1948.

Decorada com temas indígenas, que era o samba-enredo para 2011, a quadra da escola chegou a guardar 140 caixões de vítimas identificadas ou não da cidade serrana do Rio.

Entrevista com o presidente da escola de samba "Unidos da Saudade"

“Somos sambistas, mas não queremos Carnaval este ano. Não há clima. O samba hoje é triste. A única alegria é poder servir esse espaço para uma necessidade da população”, relata Luiz Carlos Teixeira, o presidente da escola de samba.

Metade do galpão é ocupada pelos carros alegóricos. A outra é tomada por caixões, um total de 24 esperando pelos militares que os levariam para o cemitério Trilha do Céu, que estava isolado por deslizamentos até este sábado. Por lá, as covas foram abertas a noite toda.

Três caixões na quadra estavam amarrados porque os tampos saltaram pela quantidade de gases emitidos pelos corpos em adiantado estado de putrefação. “Hoje o cheiro está até mais fraco. Nem precisamos de máscaras. Mas ontem estava insuportável”, conta Júlio César da Conceição, gerente de empresa funerária que doou os caixões de Nova Friburgo.

A escola de samba foi escolhida para a função pela prefeitura por conta de sua localização e pelo amplo espaço coberto. Desde a quarta-feira de chuvas e deslizamentos, o local serviu como local de identificar e velar os mortos. Muitas vezes nem isso era possível. Após permissão do Ministério Público, os corpos estão sendo fotografados, e as impressão digitais registradas para posterior identificação.


Atual campeã do Carnaval friburguense e com 18 títulos na história, a Unidos da Saudade já tinha escolhido o samba, ensaiado o desfile e preparado as alegorias em branco e roxo, suas cores. “Estamos prontinhos, mas nós estamos muito sensibilizados. Os carros alegóricos vão ficar para 2012”, conta o presidente.

O Carnaval local tem mais quatro escolas. Duas foram afetadas pelos deslizamentos. As outras duas estão em pontos extremos da cidade e não há logística para utilizá-las no serviço aos mortos, feridos e desalojados.

A triste coincidência é que um trecho do samba de 2011 da Unidos da Saudade fala de “ao seu lado, o sol não brilhará/um rio nasceu do pranto, por ele naveguei”. Muita coincidência para uma cidade de lágrimas e chuvas.

Cidades com registro de mortes por conta da chuva

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Cotidiano