Topo

Força Nacional desloca 225 homens para patrulhamento na região serrana do Rio

Vladimir Platonow<br>Da Agência Brasil<br>Em Teresópolis (RJ)

15/01/2011 12h34

A Força Nacional de Segurança deslocou 225 homens para os municípios de Teresópolis e Nova Friburgo, na região serrana do Rio de Janeiro. Eles têm a missão de fazer patrulhamento nas ruas, evitar saques, resgatar vítimas em locais de difícil acesso e ajudar no reconhecimento de corpos.

O comando da tropa está a cargo do major Alexandre Augusto Aragon, diretor do Departamento da Força Nacional de Segurança Pública. Segundo ele, são 130 militares atuando diretamente no patrulhamento, 80 bombeiros especialistas em resgates aéreos e 15 médicos peritos e papiloscopistas.

O comboio chegou na noite de ontem (14) a Teresópolis, com 20 viaturas de tração nas quatro rodas e quatro helicópteros, que são usados para deixar equipes de apoio em locais de difícil acesso.

De acordo com Aragon, os homens da Força Nacional que fazem o patrulhamento estão usando armamento não letal. “Estamos preparados para utilizar o menor potencial ofensivo. Sabemos que aquele que está saqueando não é um assaltante. Ele é uma pessoa desesperada.”

Ainda segundo o major, a Força Nacional pode mobilizar um efetivo maior para ajudar o Rio de Janeiro. “Se houver necessidade, podemos mobilizar até 9.000 homens.”

Exército em Petrópolis

A prefeitura de Petrópolis informou hoje (15) que o Exército já está participando das buscas das vítimas dos temporais no distrito de Itaipava, um dos mais afetados no município de Petrópolis, onde pelo menos 43 pessoas morreram em consequência dos deslizamentos de terra.

O Exército disponibilizou três caminhões e 105 homens para ajudar nas buscas. Pelos menos 600 homens da Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e da prefeitura de Petrópolis trabalham no município.

Na manhã de hoje (15), equipes foram deslocadas aos locais de maior dificuldade de acesso, principalmente na região do Vale do Cuiabá, onde estima-se que há corpos sob os escombros.

Cotidiano