PUBLICIDADE
Topo

Apagão atinge ao menos sete Estados do Nordeste

Do UOL Notícias<br>Em São Paulo*

04/02/2011 03h24Atualizada em 04/02/2011 07h01

Quase toda a região Nordeste do País ficou às escuras a partir das 23h30 (horário local) - 0h30 (horário de Brasília), após um problema em linhas de transmissão locais ainda não identificado. O apagão atingiu pelo menos sete estados: Alagoas, Sergipe, Pernambuco, Paraíba, Bahia, Ceará e Rio Grande do Norte.


Segundo Dilton da Conti Oliveira, presidente da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), não se sabe ainda o que gerou o desligamento destas linhas de transmissão. "O mais importante agora é que a causa do problema não está impedindo o restabelecimento da energia. Moro aqui no bairro de Piedade, local afastado em Recife, e a luz já voltou", afirmou Conti.

O presidente da Chesf disse ainda que não tem os números exatos do que foi afetado pelo apagão. "Houve uma falha no sistema e ainda não conseguimos identificar a causa. As usinas de Xingó, Sobradinho e Itaparica já voltaram a funcionar e, consequentemente, as subestações de diversos Estados", acrescentou.

"Passando essa fase de restabelecimento, vamos então ver a causa da ocorrência", disse o presidente da Chesf.

Em Recife (PE), boa parte da energia retornou por volta das 3h, no horário local (4h no horário de Brasília), mas alguns bairros continuavam às escuras por volta das 5h. Segundo os bombeiros, o retorno foi gradativo e com pequenos apagões de minutos. O "JC Online", de Pernambuco, afirma que há relatos de saques no Recife. O site informa também que o fornecimento de energia elétrica já foi normalizado em Fortaleza, mas cidades do interior do Ceará ainda estão sem energia.

Na Paraíba, o fornecimento foi restabelecido por volta das 4h, no horário local, e por duas vezes houve queda da energia durante alguns minutos.

Segundo o site do jornal baiano "A Tarde", todos os bairros de Salvador ficaram sem energia na noite de quinta, a partir das 23h30.

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) está em reunião em Brasília e ainda não se manifestou sobre o apagão.

*Com informações da Agência Estado e da Folha.com

Cotidiano